Literatura em Foco: A Memória do Mar

Por Elizabeth

26 de dezembro de 2018



Como uma amante de tudo ligado ao mar, tal livro me prendeu a atenção com seu título, mas eu não esperava ser tão surpreendida com uma história, como fui com essa obra.

O livro aparenta ser simples, mas carrega uma escrita tão importante que traz um peso gritante em seu nome, ele quer que sua mensagem fique sempre em sua memória. Escrito por Khaled Hosseini, autor dos best-sellers O Caçador de Pipas e A Cidade do Sol, e ilustrado por Dan Williams foi traduzido por Pedro Bial e distribuído pela Globo Livros.

Inspirado na história de Alan Kurdi, o refugiado sírio de apenas 3 anos de idade que se afogou no mediterrâneo quando tentava fazer a travessia para a Europa em busca de abrigo. A história dele e a sua foto repercutiu na mídia em 2015, causando tamanho impacto que se tornou impossível não se questionar sobre a situação vivida pelos sírios, uma guerra sem fim e a busca incansável por abrigo.

É uma obra simples e curta, com seu plano de fundo centrado no Oriente Médio, traz uma poesia que te faz se emocionar pelas poucas páginas que possui. O livro narra o momento de medo e esperança vivido por um pai, que embala seu filho Marwan contando suas lembranças da infância, o lamento sobre os horrores da guerra que seu pequeno teve que presenciar e uma oração ao mar, para que fosse piedoso, os homens já eram cruéis o suficiente.

O livro nos faz relembrar que muitos ainda se encontram na mesma situação de Alan Kurdi, ainda saem de suas casas a procura de um abrigo e ainda encontram muros sendo construídos para afastá-los. No meio de tanto emoção ao terminar, ainda não consigo responder a pergunta que se fez em minha mente. Quando nós perdemos a nossa humanidade, virando as costas, fechando os olhos e tapando os ouvidos ao pedido de socorro dessas pessoas?

A Memória do Mar é poético, mas não permite que a gente se esqueça sobre o que acontece lá fora. Parte dos recursos angariados com a venda do livro, é revertido para a Fundação Khaled Hosseini, que oferece assistência humanitária aos afegãos, e para a UNHCR (Agência de Refugiados das Nações Unidas).
Comentário(s)
0 Comentário(s)