How to Get Away With Murder - 5x06 - We Can Find Him

Por Bruna Horta

6 de novembro de 2018

Até que ponto pode ir a crueldade de um ser humano? 

No episódio de hoje vimos que ela quase não tem limites. Só um ser muito perverso e sem coração daria perdão a um detento, dando a ele um indulto, mas ordenaria sua morte na transferência da prisão. Ou outra pessoa tão maléfica quanto sequestraria e enterraria o próprio sobrinho. Governadora e Julie são seres totalmente desprezíveis. 

Foram tantos núcleos acontecendo nesse episódio que estava difícil identificar quais temáticas centrais, mas quando Annelise teve que escolher entre recusar o trabalho oferecido pela governadora e ver Nate Sênior sendo solto, ficou em um dilema. Infelizmente ela aceitou e aí a Governadora provou que estava mesmo a provocar Annelise do que realmente tocada pelo movimento de renovação de leis carcerárias e nova chance aos detentos. 

Além dela, o dilema, a decisão difícil de se tomar entre dois extremos aconteceu também com Julie, a irmã de Bonnie. Sobre contar que sabia do paradeiro do filho que o pai delas havia vendido e sobre contar o que fez com ele. Machucar a irmã com a verdade ou se sentir mal por ter escondido por mais tempo ainda tal informação. Independente do que passou na cabeça dela, Bonnie agora terá que lidar com a escolha de sua irmã. 

E isso nos leva ao segundo tema, um desdobramento do primeiro: dor. Definitivamente Bonnie será a primeira a lidar com a dor ocasionada pelas revelações da irmã. Em seguida vêm Annelise, que com certeza sofrerá com sua decisão de trabalhar para a Governadora, mesmo sabendo que agora Nate Sênior foi morto. Não só ela lidará com a dor, mas o próprio Nate também. Esperamos que não tenha uma desavença entre o promotor e a advogada. 

Por fim, mas não menos importante vem o núcleo da organização do casamento de Oliver e Connor. Com as mães presentes para decidirem o local do evento, muitas emoções afloram. É nítido o constrangimento da mãe de Connor por não poder ajudar tanto, enquanto a mãe de Oliver não vai com a cara do futuro genro. Por trás de tudo isso, a dor de contar para a mãe que é soropositivo cortou o nosso coração. Um episódio muito profundo em cada decisão tomada e em cada dor, seja numa revelação, numa escolha ou numa morte. Emocionante!
Comentário(s)
0 Comentário(s)