This Is Us - 3x03 - Katie Girls

Por Janaína Guaraná

13 de outubro de 2018


This Is Us é a composição dos retalhos que vivemos e se transformam na história que contamos, se destacam algumas memórias e pessoas, sonhos realizados e os que ficaram para trás, já disseram que a vida não é sobre a linha de chegada e sim sobre o caminho, This Is Us tem batido nessa tecla exaustivamente, afinal a perda de alguém afetou ao máximo a vida dos que ficaram e mesmo com o tempo esvaindo, sentimos a presença e influência eterna, é daquelas marcas que deixamos mesmo quando nós vamos. 

Aparentemente somos programados para sermos melhores exemplos do que os que tivemos, nos tornando tudo aquilo que desejamos ter sido, mas o barato é quando a vida dá uma forcinha e te joga na cara aquilo tudo que sonhava em uma só pessoa, será que é possível? Pode ser, desde que se queira mesmo, como aquelas coisas tão fortes que não tem outro a não ser cair de cabeça. 

Porque a gente insiste em achar nossa dor mais forte que a dos outros, nosso sonho mais importante, nossa bondade mais latente? Diante da beira do abismo temos a tendência de nos achar merecedores de algo melhor, como se todos os dias vividos e as lembranças impregnadas não fossem o suficiente, e realmente não são, queremos mais alegrias, mais presença e mais sonhos realizados. Podemos ser egotistas ás vezes e querer satisfazer um desejo que estava guardado lá no fundo e em certos momentos pulsava para não nos esquecemos. Só entre irmãos nos sentimos capazes de ser melhores, mesmo que na maioria das vezes tenhamos sido insuportáveis, só entre irmãos podemos dizer verdades cruéis e sermos entendidos, pois, somos feitos da mesma coisa, mesma essência. 

Acontece que podemos nos perder em nós mesmos, nas coisas que não conseguimos tirar de dentro e ainda incomodam nos fazem desviar o olhar das pessoas que nos cercam. Como se um pressentimento nos guiava e de tão envolvidos nas mazelas da vida, não ouvíamos essa voz gritando para dar um tempo e ver que a vida tem muito mais do que conseguir ver e ser. Somos obrigados a viver como se fôssemos de ferro, quando somos apenas de carne e osso. 

Amores eternos, saudades, futuro, irmãos, filhos, despedidas, desencontros, sorrisos, desentendimentos, acolhimento, sonhos e família, somos tudo isso e tantas coisas que essa serie retrata perfeitamente, dentro das nossas imperfeições moldamos um caminho que aparentemente não é bonito, mas vale caminhar por ele.
Comentário(s)
0 Comentário(s)