American Horror Story - 8x07 - Traitor

Por Ana Silvia Soeiro

25 de outubro de 2018

Mais uma vez a série está em fase de “prelúdio” de uma batalha final e quem está mostrando as inúmeras formas de combater o mal em pessoa é Cordelia. A ainda Suprema tem feito de tudo um pouco para tentar parar o filho de satã. 

Maddison precisa retornar à seu antigo local de trabalho, mas não há nada de saudoso em sua visita aos sets, pelo contrário, depois de voltar do inferno, ainda que continue insuportável (adoro), a bruxa tem se tornado bastante ativa para parar Michael, e sua missão é trazer alguém com poderes especiais para entrar na mente do concílio dos Feiticeiros e saber o que se passa. Missão cumprida.

Apesar de polêmica, Coven foi e sempre será uma das melhores temporadas de todas e adoro como ela até agora tem servido de baluarte para tentar vencer o mal. O universo de American Horror Story é tão vasto como o nosso e inserir feiticeiros e um nome bastante conhecido do mundo vodu sempre traz momentos inesquecíveis. Invocar o próprio Papa trouxe a Cordelia a certeza de que Michael Langdon é quem é, mas para pará-lo ela terá que dar mais do que uma simples alma. Papa nunca pede pouco.

Enfraquecida pelo surgimento daquele que todos achavam ser o novo Supremo, Cordelia recebe de bom grado a surpresa de que Mallory pode e será sua sucessora. Michael não é então um feiticeiro? Teremos que esperar para ver. Mallory sim tem poderes que podem ser bastante úteis na guerra. E em seu teste final, convoca uma testemunha chave para tentar virar o jogo de todos contra um.

O final do episódio, trás tudo o que esperávamos em um filme sobre bruxas: uma grande fogueira para queimar traidores e traidoras. Afinal de contas este é o título de hoje e sim, o fogo purifica, mas não trás as respostas que esperamos. Afinal de contas, o acordo com Papa está fora de cogitação? Onde está Michael? Pela primeira vez homens e mulheres estarão unidos contra o mal? É tarde demais para vencer? O que você acha?
Comentário(s)
0 Comentário(s)