Terapia Em Série: 13 Reasons Why - Procure Ajuda!!!

Por Sabrina Ratuce

25 de setembro de 2018


Nas mídias sociais digitais, em clínicas, escolas, hospitais, estão falando sobre a campanha Setembro Amarelo: Prevenção ao suicídio. Então, aproveitando essa deixa, vamos falar sobre 13 Reasons Why.

Assunto sério, né? Realmente! Tanto que é um assunto evitado pelas pessoas, pois desagrada, causa desconforto e até angustia.

Nos diversos textos que já li sobre essa série, escrita por profissionais muito competentes, alguns demonstram ser a favor de lidar com esse assunto tão perturbador como depressão e suicídio, e outros são contras, argumentando ser uma série inapropriada e perigosa.

Mas não tem como evitar e proibir ninguém de assisti-la, então precisamos falar e refletir sobre o que nossos adolescentes estão passando por aí.

Hannah Baker, protagonista dessa série, adolescente recém chegada na cidade, acaba passando por inúmeras experiências negativas e que não encontrando outra maneira de lidar com essa dor e sofrimento, tira a própria vida.

A adolescência é um período em que estamos começando a traçar nossas escolhas. As amizades, a família, a escola, a mídia, festas, esportes, relacionamentos afetivos e muito mais, favorecem no humor, na motivação e nas vontades. 

É uma fase em que geralmente os jovens tendem-se a se afastar dos adultos e se aproximar de pessoas da mesma idade, tanto por identidade e também interesses em comum.

Mas e quando algo não se encaixa? Quando percebo que não pertenço a lugar nenhum e a grupo nenhum? Como fazer essa parte da minha vida ficar melhor?

PROCURA AJUDA!

Qualquer que seja a sua rede de apoio, como família, escola, amigos, vizinhos, profissional como psicólogo, fale o que está sentindo! Se alguém não ouviu conte para outro! Não desista!

Com a temática dessa série e todos os acontecimentos que a Hannah vivenciou (bullying, estupro, isolamento social, depressão e outros tipos de violência) precisamos refletir sobre o seu pedido de ajuda!

Devemos sempre estar atentos aos sentimentos dos outros. A correria do dia a dia as vezes não nos ajuda a ser empáticos ao sofrimentos das pessoas.

O que se encontra por trás de um suicídio é uma associação de elevada desesperança e uma grande incapacidade de resolver problemas. Essas pessoas sentem uma dor psicológica intolerável e insuportável, perda da autoestima, isolamento, sensação de vazio e falta de amparo.

Algumas dão sinais de alarme, como uma esperança (consciente ou inconsciente) de que serão salvas. Então vamos ficar mais atentos! A nossa ajuda, nossa escuta, o importar com o outro faz diferença sim!

A EMPATIA SALVA VIDAS!

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Ligue 188!

Até a próxima ;)
Comentário(s)
0 Comentário(s)