The Bold Type - 2x06 - The Domino Effect

Por Rozany Adriany

17 de julho de 2018


Não canso nunca de falar quão maravilhosa é The Bold Type e quão incrível é como os produtores conseguem trazer temas tão pertinentes e importantes a cada episódio fazendo com o que o conteúdo seja sempre rico e nos faça sempre refletir sobre essas temáticas tão cotidianas, mas que são pouco faladas. O mundo do entretenimento tem trabalho muito essas temáticas atualmente e cada vez mais as séries têm apresentado questões interessantíssimas que precisam ser mais debatidas e preciso reforçar quão ótimo é ver uma série que carrega um peso tão imenso crescendo e entregando episódios cada vez melhores. 

Falar sobre assédio e violência pessoal não é algo fácil e esse episódio foi extremamente carregado com o peso desta temática e no âmbito sentimental. É simplesmente tocante ver essas questões serem tratadas de maneiras tão significativas e com uma sutileza importante que se faz necessária nestes casos. Para mim, a série vem mostrando que é muito mais do que uma comédia boba, como muitos poderiam ter pensado lá no início quando estreou (inclusive eu, admito). E, me parece ainda mais incrível como ela consegue manter o clima leve em certas ocasiões, e um balanceamento perfeito entre esse tom mais dramático e a comédia.

É sempre interessante ver as três amigas lidando com seus problemas particulares de forma tão individual e ao mesmo tempo tão conjunta. Enquanto Jane lida com a pressão de dar continuidade a um artigo que lhe proporcionou uma indicação a um prêmio importantíssimo, Sutton tenta se manter firme após descobrir que Richard está namorando e Kat precisa lidar com seu momento de fraqueza enquanto Adena este ausente em um retiro. 

Para mim, Sutton e Richard ainda voltam e devo admitir que tive uma certa esperança no episódio anterior quando ela foi ao apartamento dele. E claro que a descoberta do atual relacionamento dele foi um belo banho de água fria, mas tudo bem, não é a esperança a última que morre? Vamos nos manter firmes nesse shipper, amigos!

Sobre Kat, preciso dizer que não esperava essa reviravolta no relacionamento das duas, embora me pareça algo compreensível essa tal "curiosidade" dela, afinal, Kat ainda está adentrando em um "mundo" desconhecido e totalmente novo. E uma vez que Adena é sua primeira e única experiência, me parece normal que seus desejos e vontades de explorar este novo mundo estejam aguçados. Não estou defendendo a traição, Kat errou ao se deixar levar e envolver-se naquele momento, mas também não podemos crucifica-la, não é mesmo? 

E com relação a Jane... primeiramente preciso dizer o quanto estou shippando ela e Ben, eles são simplesmente uma graça juntos e o personagem definitivamente conquistou meu coração, rs. Além disso, apesar de seu momento confuso e problemático com relação ao seu desemprego e seus trabalhos como freelancer, Jane finalmente voltou para onde não deveria ter saído, Scarlet. 

Ps. Jacqueline é simplesmente magnífica. Sempre que assisto aos episódios tudo o que consigo pensar é como seria incrível e tão mais prazeroso de trabalhar se todas as chefes do mundo fossem iguais a essa mulher. Afinal, o melhor exemplo de chefe não deveria ser aquele que apoia seus empregados e os instigam a ser melhores no que fazem? Só sei de uma coisa: quando crescer quero ser igual a Jacqueline, meu povo! 

Até a próxima!
Comentário(s)
0 Comentário(s)