Literatura em Foco: Todos os Pássaros no Céu

Por Rozany Adriany

25 de maio de 2018

Fonte: http://ow.ly/fhrf30kaHoU

Ganhei este livro de presente de uma querida amiga e resolvi indicar a leitura dele para vocês contando um pouquinho como é a história e quais foram as minhas impressões sobre ela. Então, vamos lá?

Todos os Pássaros no Céu, de Charlie Jane Anders é um livro de fantasia científica publicado em 2017 pela Editora Morro Branco aqui no Brasil que conquistou algumas premiações bem importantes no mundo literário. 

A trama conta a trajetória de dois jovens, Patricia e Laurence, desde sua infância até a fase adulta. Os dois não podiam ser mais diferentes e, de certa forma, iguais em alguns aspectos; ela é uma criança emotiva, que adora natureza e que descobre que consegue se comunicar com os pássaros e que tem poderes extraordinários como bruxa, e ele é um garoto nerd que gosta de tecnologias, máquinas e ciências. Os dois têm problemas familiares e de interação social na escola, o que acaba transformando-os em amigos.

Porém, eles passam por diversos problemas em sua infância que acaba separando-os até se reencontrarem na fase adulta, dez anos mais tarde, em uma situação complicada em que o mundo está em grave perigo. A história une temáticas completamente diferentes como ciência e magia de uma forma surpreendentemente agradável e, quando você menos percebe, está envolvido na trama e ansioso para saber o que irá acontecer a seguir. 

Patricia e Laurence não são apenas amigos, e embora tenham um certo receio em sua relação, principalmente por se verem em lados diferentes da situação pelas posições que ocupam, o amor que nutrem faz com que eles sejam o suporte um do outro e eles percorrem um longo caminho até entender esse sentimento e se entregarem a ele. 

Ao longo do livro vamos percebendo que a razão e a emoção (ciência e magia) não só se atraem como também são capazes de relacionar-se em harmonia, e a história nos cativa mais e mais a cada página lida. Os personagens conquistam desde o início e a linguagem é prazerosa, embora em alguns momentos eu tenha ficado confusa com a linha temporal, uma vez que o livro é dividido em 4 partes que dizem respeito às fases de vida dos personagens e que a narração não se restringe à um único personagem. 

No geral, o livro não só traz o diferencial de unir temáticas que, à primeira vista, não imaginamos que conseguiriam relacionar-se tão bem, como também nos faz refletir sobre nossas ações, como elas impactam a vida do próximo e também como elas interferem no mundo. Além de que faz com que consigamos identificar-nos com os protagonistas, uma vez que os dois estão a todo momento buscando seu lugar no mundo, entre erros e acertos. E afinal, não é isso que nós estamos fazendo constantemente ao longo de nossas vidas? 
Comentário(s)
0 Comentário(s)