Conheça: The Alienist

Por Elizabeth Silva

11 de maio de 2018


The Alienist é uma série dramática americana exibida pela TNT, baseada na obra de Caleb Carr, de mesmo nome, que foi publicada pela primeira vez em 1994. A série acompanha o ilustre Dr. Laszlo Kreizler, psicólogo ou, como eram conhecidos os estudiosos desta área no séc. 19, alienista, e seus companheiros que acabam por investigar uma série de assassinatos que assolou Nova York. Devo dizer que a premissa te impressiona quando é apresentada, mas eu esperava menos e a série me deu muito mais.

Os acontecimentos narrados no livro acontecem no ano de 1896 na cidade de Nova York, e eles mantiveram a mesma época para a série, o que já tornava um desafio grande na produção, que apesar de não variar tanto assim entre cenários precisou de um cuidado e muitos gastos para que se mantivesse certa similaridade nas locações, no figurino, e outros. Eu diria que antes do enredo, a ambientação mesmo da série foi que me encantou. A produção foi tão bem feita e tão cuidadosa que proporcionou uma imersão sem igual, definitivamente um cuidado que a tempos não via.

Mas antes que pensem "e o enredo?" Esse foi igualmente bem construído, evoluindo gradativamente e envolvendo a história de uma maneira tão cuidadosa quanto a parte de produção visual da série. Não sei dizer até que ponto o livro ajudou a série para que houve uma construção assim, mas devo dizer que o trabalho dos produtores foi realmente bom. A série consegue muito bem mostrar para que veio, como disse é tudo muito bem amarrado, ela mostra aos poucos as pistas para o caso, assim como desenvolve suas personagens sem pressa para definir seus futuros ou escancarar o passado. E isso instiga tanto! A série mexe com o nosso lado mais emocional ao mostrar os feitos do serial killer que deixa sua marca ao arrancar os olhos de suas vítimas, deixa uma curiosidade crescente no ar sobre os fatos apresentados e sabe a hora de dar as respostas para cada um deles.


Claro que o crédito para tal suspense crescente se deve boa parte pelo grande elenco que sabe montar o famigerado “climão”. Contamos com a participação de Daniel Brühl interpretando o inteligente e por vezes irritante Dr. Laszlo Kreizler; Luke Evans interpreta John Moore, desenhista e amigo de Laszlo e devo dizer que Luke definitivamente se entrega completamente ao que faz, ficando ao encargo dele o apego imediato que temos a sua personagem e sua história, ele realmente parece ter nascido naquela época e não na nossa. Para fechar o trio principal, temos Dakota Fanning dando vida a Sara Howard, uma mulher forte e independente que claramente está a frente de seu tempo. Dakota consegue trazer muita força para esta personagem, a primeira a trabalhar numa delegacia de polícia que aliás, em 1896, Nova York tinha como Comissário de polícia Theodore Roosevelt (Brian Geraghty) que sim aparece na série! Inclusive mais do que eu imaginei, ele leva o caso para Laszlo e eu jurava que ele só faria isso, que tapa na cara hein?

A série possui 10 episódios e foi finalizada pela TNT em março deste ano, mas recentemente entrou no catálogo da Netflix e mesma colocou o famoso “Original Netflix” na abertura, seria esse talvez um possível retorno? Ela teve seu desfecho sim, que na minha opinião foi um pouco abaixo, se levar em consideração o cuidado para encaminhar este final, mas que possui um potencial sem igual para uma continuação.
Comentário(s)
0 Comentário(s)