Grey's Anatomy - 14x15 - Old Scars, Future Hearts

Por Rozany Adriany

22 de março de 2018

Preciso começar esse texto falando de Jolex e de como eu amei ver a Jo se dando conta da importância do Alex, mostrando isso a ele e pensando no futuro dos dois!  E para quem já lê minhas reviews há algum tempo, sabe que isso é um grande avanço para mim, afinal, nunca fui fã da Jo. O relacionamento dos dois sempre foi estagnado pelo passado, muito do que aconteceu na história do casal me pareceu desnecessário e por vezes discordei do caminho que estava sendo trilhado, porém, desde que o plot do ex abusivo dela foi resolvido, minha esperança era de que a história deles avançassem, assim como a personagem, e é ótimo ver que é isso que está acontecendo!

Se por um lado dá para entender seu discurso "agora sou livre e posso fazer o que quiser" após finalmente sentir-se liberta de um passado que a prendia, que a restringia e que só lhe causava medo a cada passo dado; por outro, também dá para entender Alex e seu medo em ser "abandonado", uma vez que seu histórico de relacionamentos é exatamente esse. E, aqui, preciso elogiar os flashbacks sobre as primeiras relações dos dois, mostrando as dificuldades que cada um passou; Alex com sua mãe e um primeiro relacionamento decepcionante, e Jo com seu medo em confiar nos outros e sua necessidade em fugir de qualquer pessoa que parecesse querer-lhe bem. 

Isso, para mim, mostra ainda mais o avanço dos personagens ao sermos levados ao resultado parcial (afinal, a vida segue seu fluxo e o casal está entrando em uma nova etapa) dessa história ao final do episódio! 

E se temos um casal que, finalmente, está evoluindo em sua história, também temos um novo casal se formando. E pelo visto, essa é uma história que seguirá sendo levada adiante! Eu, preciso confessar, que se fosse quaisquer outros personagens eu estaria 100% empolgada com essa fase "ai estou apaixonada por você", essa fase de se sentir no mundo da lua por só conseguir pensar na pessoa, essa fase do nervosismo ao encontra-la pelos corredores e etc e tal (afinal, a pessoa que vos fala é uma romântica incurável), porém, estamos falando de Jackson e Maggie, minha gente! E eu preciso repetir: cadê a química? 

Avançando, temos quem? April Kepner, que segue afogando suas mágoas no álcool e no sexo! E a pergunta que fica é: o que será necessário para a personagem reerguer-se? Principalmente agora com a notícia de sua saída da série.. qual será a conclusão que será dada a ela? Tudo o que posso dizer é: por favor, produtores, não decepcionem (mais) porque já está bem feia essa situação!

Por fim, tenho apenas duas coisas mais para falar: 1. Achei ridículo desenterrarem Cerone sabe-se lá de onde para uma vingança contra Ellis que já está morta, e Meredith ter que pagar o preço tendo seu trabalho roubado! 2. Achei bem fofinha essa temática do primeiro amor do paciente e o paralelo que foi feito entre ela e a história dos primeiros amores dos médicos envolvidos no caso.

Até a próxima, gente!
Comentário(s)
0 Comentário(s)