Dragon Ball Super - 5x55 - A Miraculous Conclusion! Farewell Goku! Until the Day We Meet Again! (Episódio 131)

Por Alvaro Luiz Matos

25 de março de 2018

Termos o Androide 17 como vencedor do torneio é talvez a maior construção que o anime pode fazer ao ressurgir com um personagem. Isso porque ainda nem comecei a falar de Freeza, mas vamos com calma.

Bem, Goku jogado em um canto, Freeza e 17 reaparecendo para lutarem contra um já exausto Jiren. Claro que imaginávamos que não seria fácil e que sem a ajuda de Goku nem um deles sairia vencedor. Portanto nada mais coerente deixar 17 como retaguarda, alguém de coração puro e isento da maldade que Trunks, um dia, disse ter destruído todo o futuro.

Ver Goku lutando com Jiren ao lado de Freeza é algo impressionante, mas o bom mesmo é saber que o roteiro se preocupa em não ser oóbvi o tempo todo como é quando faz Goku mais forte que Vegeta. É importante simplesmente não esquecermos as críticas que fizemos durante essa jornada, sendo a maior delas a obviedade de ver Goku sempre superando Vegeta. 

Enfim, quando falo em construção, falo em pegar um personagem que era ingênuo e até bondoso quando apareceu (mesmo sendo um grande vilão) e que ficou sumido entre toda segunda parte de Dragon Ball Z e o início de Dragon Ball Super, e que quando aparece só passa a crescer, a ganhar o carinho do público e ser melhor a cada instante. Encerrar um ciclo todo com ele na tela é um dos maiores troféus que o público podia querer, pois o personagem foi realmente preparado para ganhar nossos corações.

Ao mesmo tempo em que Freeza foi recuperado nesses 301 episódios, desde seu retorno, da sua nova transformação, da sua mais nova derrota e no final da sua participação no torneio, o guerreiro deixou de ser tão odiado pelo público, mesmo que nunca tenha deixado de se tornar um vilão.

A crítica da temporada vai sem dúvida ao Madin Buu, que em algum momento ganhou espaço, poderia ter sido bem utilizado, mas não foi. Dando espaço a guerreiros clássicos que nem sempre possuem mais tanta relevância. 
Jiren também não se torna aquela lenda ao final do anime como foi em outrora com outros vilões. A falta de expressão do personagem, o fato de não ser aquele vilão e também não ser do bem, de lutar por si e mais nada, tornando isto sua maior força e fraqueza, faz com que não esperemos uma luta entre ele e Goku com tanta ânsia. Apenas queremos conhecer os demais universos, queremos ver Uub (a reencarnação de Kid Buu) entrar na história, conhecer esse novo tal vilão que entrará no próximo filme. Em resumo, o que quero dizer é que, assim como Hitt, Jiren é apenas um cara forte e não um personagem interessante. Arrisco a dizer que Toppo tem mais profundidade ou mais terreno a ser aproveitado do que Jiren.

Claro que não estou dizendo aqui que nunca mais quero vê-lo ou que não se trata de um personagem interessante, mas nesse mundaréu de personagens, tenho os meus favoritos. 

Infelizmente receberei criticas dos fãs de guerreiros fortes, sejam eles quem for, mas não retiro minha opinião sobre Jiren. Dessa temporada toda quero ver novamente Cabba, Kale, Caulifla e Toppo, quero também que em uma próxima temporada recuperem Gohan como guerreiro extremamente forte e deem ao Androide 17 um espaço no pelotão de frente. Gostaria de ver Freeza um pouco distante, trabalhando como o imperador do universo bem longe de Goku e seus amigos e só aparecendo em momentos oportunos como é de costume. Aliás, só nos resta imaginar e torcer para que nossos amigos voltem logo, afinal Goku não pode quebrar a promessa que fez aos grandes deuses do universo, Zeno 1 e Zeno 2.
Em resumo, nem tudo o que queremos aconteceu, algumas vezes nos irritamos, em outras nos emocionamos, mas sem dúvida a jornada foi bastante gostosa. Foi uma jornada em que finalmente os torneios voltaram a ter importância, que os guerreiros clássicos voltaram a lutar, que uma imensidão de novos personagens apareceram e que por fim Goku superou ainda mais o seu poder e alcançou o Ultra Instinto (o tão esperado super sayajin White).

Foi uma jornada que começou com traços estranhos e terminou com uma qualidade estética acima da média, que fez os sentimentos estarem à flor da pele e com que antigos e novos fãs se encontrassem para bater no peito e dizer que se trata do melhor anime que já assistimos.

Eu sou e sempre serei Dragon Ball, e vocês?

Obs.: E a Bebê Pan voando já toda forte? kkkkk

Comentário(s)
0 Comentário(s)