Conheça: Taken

Por Ana Silvia Soeiro

18 de março de 2018


Em minha opinião é impossível falar sobre a série Taken (2017) sem fazer comparações com o filme Busca Implacável (Taken) de Liam Neeson de 2008. Afinal de contas, a série se baseia no filme e tem colaboração do aclamado produtor Luc Besson.

A série que está em sua segunda temporada pelo canal NBC e teve início em 2017, fala da vida de Bryan Mills como integrante de uma força tarefa secreta do governo norte americano. Quem é fã dos filmes, assim como esta pessoa que vos escreve, já fica numa “pilha” esperando muita ação e adrenalina!

Em ação e adrenalina, nada poderia nos deixar mais ligados que um baita tiroteio no primeiro episódio e sim, você logo aprende que família é algo muito importante para Bryan Mills, não importa a idade. Traçar paralelos foi uma das coisas que mais fiz durante a primeira temporada e se você não é maníaco por detalhes, como esta pessoa que vos escreve, vai gostar bastante de assistir mais uma série de ação. Se gosta de detalhes, vai apreciar como eles foram inseridos com sutileza e muito bem colocados para realmente parecer que estamos vendo o passado de Mills. Um exemplo desses detalhes, são os amigos de Bryan que aparecem nos filmes e aqui na série. Gostei da equipe.

Por se tratar de uma série baseada em um grande sucesso, achei que a mesma perde a chance de ter um elemento surpresa como o primeiro filme teve: as atitudes do pai de Kim ao ver a filha sequestrada. Eu pensei que ele iria agir igual um louco, chorando que nem uma mocinha, com uma foto por aí. Na verdade, meu psicológico nunca se recuperou (no bom sentido) de ver o maravilhoso e majestoso Liam Neeson “descendo o cacete” na galera do mal em vários idiomas.

É verdade que Clive Standen já provou ser um excelente ator. Quem assistiu as primeiras temporadas de Vikings sabe que sim, mas interpretar o passado de alguém como Liam Neeson é para poucos. Repito: se você não é o “chato dos detalhes” vai gostar. Se não, acho que ainda falta um pouco daquele lado sombrio na hora de falar com os bandidos e ser aquele cara atípico, futuro “pai que fica na cola da garota” e paranóico por segurança. Além do mais, precisam colocar uma mocinha que tenha uma química boa com o Clive – sinto saudades dos tempos de Vikings – ou seja: ator maravilhoso descamisado. #PessoaSincera

Minha opinião para a série é: assista sem medo se gosta ou não gosta dos filmes, se quer ver pela primeira vez uma boa série de ação, só assista logo! Eu já fico no aguardo de um crossover com outras séries e quem sabe uma participação especial do Liam? Sonhar não custa nada e a história só fica melhor!

Comentário(s)
0 Comentário(s)