Cinema em Foco - Tomb Raider: A Origem

Por Janaína Guaraná

21 de março de 2018



Em Tomb Raider: A Origem, Lara Croft (Alicia Vikander) tem 21 anos e recusa a assumir o imenso legado de seu pai, Richard Croft (Dominic West), que desapareceu há sete anos. Ela então descobre pistas sobre o destino do pai e, sem preparação alguma, parte em uma jornada solitária para Yamatai, uma ilha na costa do Japão. A direção fica por conta do norueguês Roar Uthaug e o roteiro é de Geneva Robertson-Dworet.

Em sua última empreitada para entender a indústria de jogos, Hollywood entrega uma adaptação fiel em termos de ação e visual. Com uma mescla dos dois últimos jogos e a jornada sobre a origem da heroína, com pitadas de aventura e emoção, não nos preocupamos muito com a Lara. 

Alicia Vikander encara a heroína dos videogames e faz o melhor com o que tem em mãos e entrega uma personagem convincente e milionária, mas não causa asco na audiência devido ao carisma da atriz. Assim como Walter Goggins que entrega um trabalho convincente dentro das limitações de Mathias Vogel, o vilão da história. Dominic West por outro lado encarna um pai apático que serve de inspiração para a Lara encontrar o caminho, mas desvia o foco e deixa a trama lenta. 

Alicia segura as pontas e é o maior acerto na ressurreição da Lara Croft. Com ótimas cenas de ação e diversão sem compromisso, o longa se mantém aliado ao fato de Alicia Vikander segurar a onda quando está em cena, transforma-se em mais interessante. Talvez se fosse menos fiel, não sairíamos do cinema com a sensação de ter jogado um jogo sem controle nenhum. 

 A maior virtude de Tomb Raider: A Origem é a força de sua personagem principal, uma das poucas cuja fama se estende além das fronteiras do universo gamer, e na performance de Alicia Vikander, que alia proezas físicas impressionantes a talento dramático de sobra, talvez não seja suficiente para acabar de vez com a maldição dos filmes de videogames, mas é suficiente para algumas horas de diversão.

Confiram o trailer abaixo:

Comentário(s)
0 Comentário(s)