Em Foco no Oscar - The Post - A Guerra Secreta

Por Janaína Guaraná

2 de março de 2018


No início dos anos 70, Kat Graham (Meryl Streep) dona do The Washington Post e Ben Bradlee (Tom Hanks) o editor-chefe, recebem documentos secretos sobre a Guerra do Vietnã e enfrentam o Presidente Nixon para trazer esses documentos à luz do dia. 

Um manifesto sobre a liberdade de imprensa em tempos de Donald Trump, é Nixon quem tenta impedir a publicação do documento com base no ato de espionagem. Toda a história é contada passo-a-passo, e não decepciona o espectador, dando motivos, causas, fontes e jornalistas que protegem sua fonte. Contudo, está longe de ser uma obra-prima. 

Kat, uma mulher que herdou o jornal do seu pai, tenta impor sua voz feminina em um meio dominantemente masculino, parece até ficção, mas sabemos que não é. Durante o filme vemos a desenvoltura da personagem para se estabelecer e ser ouvida. Ben é um editor idealista, que tenta convencer a chefe da urgência e cunho moral de se publicar esses documentos. 

Os primeiros minutos são maçantes e demora empolgar, mas empolga, todo o suspense de documentos secretos, Nixon dando uma de ditador e dizendo que é pela segurança nacional, jornalistas sendo acusados de espionagem, a velha formula funciona e funciona bem, deixando a empolgação para o final, quando os editores recebem cópias de vários jornais que também publicaram a reportagem em um ato de apoio e retaliação ao governo seguida pela sentença do juiz: “Os Pais Fundadores deram à imprensa livre a proteção de que precisa para exercer seu papel essencial em nossa democracia. A imprensa serve aos governados, não aos governantes. ” 

O elenco é estelar e a direção é do Spielberg, a história é contada didaticamente e tem como propósito a atual situação vivida nos Estados Unidos, se Trump não tivesse sido eleito talvez não teríamos The Post, afinal foi a antipatia de Trump em relação à impressa que fez com que o Spielberg investisse no projeto. Talvez não ganhe nada, mas é um grito bem alto sobre a liberdade de imprensa.
Comentário(s)
0 Comentário(s)