Dragon Ball Super - 5x50 - Surpass Even a God! Vegeta's Life-Risking Blow (Episódio 126)

Por Alvaro Luiz Matos

4 de fevereiro de 2018

O orgulho de um sayjin, que se personifica em Vegeta é talvez a coisa mais importante para ele, algo que o personagem nunca deixará de lado e que estará sempre alimentando suas forças. Acontece que, esse imenso orgulho, não é vazio, Vegeta nutre amores e hoje, aquele vilão terrível, não é mais um guerreiro sem alma e jamais desistirá do que ama.

São nesses momentos incríveis que o roteiro tenta humanizar Vegeta e fazer dele um personagem ainda mais querido pelo público, mostrando um equilíbrio de força, orgulho, senso de lealdade e justiça. Portanto, derrotar Toppo dessa forma, superando o poder da destruição, foi certamente incrível.

Aliás, incrível, foi Vegeta utilizar novamente seu golpe final, algo importante para um personagem como ele, que precisa ter também o gosto da vitória e demonstrar ter sempre uma última carta na manga (como sempre foi a genki dama para Goku).

Por fim, o roteiro também quis exaltar Jiren e o tornou arrogante quando o mesmo desfez de Toppo. Claro que o personagem ter que se desfazer de ideais para ser mais forte é algo lamentável, Vegeta já aprendeu isso quando aceitou ser dominado (na saga madin buu) e com um “M” na testa ganhou poder para lutar contra nossos amigos. É vergonhoso ter de desistir de tudo que acredita para ser mais forte, nada honroso para alguém que falava de justiça, mas menos honroso é se desfazer de alguém que fez de tudo pelo seu universo.

Dessa forma, o que antes, para mim, era um desejo de ver nossos amigos vencerem o torneio, agora não passa de uma vontade de ver Jiren derrotado e humilhado.
Lembrando que agora são 4 contra um, e que são 3 guerreiros cansados (17 tem vigor eterno) contra um Guerreiro que mal lutou durante o torneio. Isso parece muito ruim, mas superação é praticamente o sobrenome do nosso universo.

Vale dizer também que achei bastante reprovável a forma como Freeza voltou, pois, como comentei na última review, deixa-lo destroçado em um canto, esquecido e descartado, seria o pior erro de qualquer oponente, e colocar o retorno dele prematuramente, foi um equivoco do roteiro.

Como não o vimos na arquibancada, Freeza está vivo, e provavelmente juntando forças para ajudar nossos parceiros, ou dar aquele golpe trapaceiro de sempre.

Vale uma pergunta: será que teremos, nesse torneio, uma fusão de nossos principais guerreiros? Diz aí se gostaria de ver Goku e Vegeta, novamente lutando como um só?

Até semana que vem, galera. 

Comentário(s)
0 Comentário(s)