Las Chicas del Cable - Segunda Temporada

Por Rozany Adriany

3 de janeiro de 2018

A Netflix liberou a 2° temporada de Las Chicas del Cable há algumas semanas e aqui estou eu para fazer alguns comentários sobre ela. Para quem não conhece a série ainda, temos um Conheça falando sobre a 1° temporada! 

Mas, vamos ao que interessa.. Essa segunda temporada voltou cheia de reviravoltas, com um grande caso principal causando temores e desconfianças, com novas temáticas secundárias, e claro, sempre dando ênfase ao feminismo e às situações envolvendo as protagonistas. No geral, a temporada superou e muito as expectativas. Se após os oito primeiros episódios ficamos ansiando por mais, esses novos oito entregaram esse mais e muito mais de bônus, nos fazendo ansiar agora pela terceira temporada.

Uma das coisas que achei mais interessante foi como os produtores conseguiram relacionar uma temática tão atual como a transexualidade no ambiente dos anos 20 que rodeia a série sem tirar sua essência, sem parecer algo ilógico ou desfocado. Pelo contrário, pelo menos para mim, com essa temática, tivemos algumas das cenas mais chocantes da temporada. E esse é mais um ponto ao qual devemos refletir.

Outro ponto interessante da série é como ela nos faz refletir sobre todos os avanços que tivemos até aqui, embora, quase sempre nos pareça algo mínimo para o tanto que já deveríamos ter avançado, não é mesmo? Pensemos em Lídia e a injustiça que quase lhe foi imposta quando queriam impedi-la de apresentar seu projeto para a sociedade, apenas pelo fato de ser mulher. Mas, o que mais chama atenção é ver que desde aquela época alguns poucos já tinham um pensamento revolucionário de que algo não estava certo nesse pensamento machista.

Ah, é também impossível não falar da amizade das quatro protagonistas e em como elas cresceram desde a season anterior, não é? E, para mim, a personagem que mais se destacou e surpreendeu foi Ángeles. Livre de uma vez por todas (ou não) de seu marido, ela consegue aparecer mais, consegue mostrar até onde é capaz de chegar em nome de sua filha e de, finalmente, conseguir viver a sua vida sem medo. Ah, e claro, sendo amada de verdade! (será?) Mas, após aquele final, a pergunta que fica é: qual será seu destino na próxima season? 

Marga continua sendo a personagem mais divertida de todas, enquanto que Carlota segue sendo a rebelde do grupo, a que está sempre disposta a se impor por seus direitos e pelos direitos de suas amigas. Mas, as duas também cresceram, claro! Enquanto Marga lida com o próximo passo em seu relacionamento com Pablo e uma ex-intrusa que insiste em incomodar o casal mais fofo da série, Carlota lida com uma nova encruzilhada em seu relacionamento com Sara e Miguel que está cada vez mais difícil. 

E claro, temos Lídia. Como sempre a personagem se destacou, mas, para mim, foi a que menos avançou das quatro, até certo ponto. Apesar de manter uma relação melhor com suas amigas, e de, teoricamente, ter decidido que era Carlos a quem amava (ah, não se entristeçam, queridos leitores, tudo pode mudar em 8 episódios, acreditem), Lídia segue com dificuldades para confiar nas outras pessoas, guardando segredos e se metendo em problemas. E aqui entra o "até certo ponto", porque quando as quatro se envolvem em algo bem sério, chega um momento em que não dá para mais para pedir confiança às amigas e não demonstrar que é algo mútuo. E o destaque está em sua força! Lídia é uma mulher surpreendente e, acreditem, tudo o que aconteceu com ela nesta temporada foi simplesmente chocante!

É difícil não me estender muito quando começo a falar de Las Chicas del Cable porque é simplesmente impressionante o tanto de informações que podemos encontrar em apenas 8 episódios. Então, para não me aprofundar mais, vou apenas dar uma última singela opinião sobre o desfecho da história nessa temporada: podem dar play sem medo porque vocês vão se surpreender e vão ficar sem palavras ao final de tudo! 
Comentário(s)
0 Comentário(s)