The Crown - Segunda Temporada

Por Janaína Guaraná

11 de dezembro de 2017


The Crown estreou sua segunda temporada no último dia 08, seguindo a receita, deixou a excelente série ainda melhor. Navegando pelas décadas de 50 e 60, o roteiro viaja pelos momentos históricos com desenvoltura de quem sabe o que está fazendo, traça uma linha tênue entre os acontecimentos reais e aqueles que povoam a nossa imaginação. A Rainha Elizabeth II, enfrenta os dilemas da modernização e os problemas comuns do casamento. 

Philip, o Duque de Edimburgo, é coroado príncipe numa das cerimônias mais desconcertantes da história, tanto a Rainha quanto a platéia estavam claramente desconfortáveis, uma situação que serve de fio condutor para o comportamento do homem casado com a mulher mais poderosa da sua era, que não se conforma com tal protagonismo. 

As linhas da cerimônia, se tem consequências para alguém é para a Rainha, que sofreu inúmeras humilhações e nem assumir poderia fazer. Teve que lidar com as aparências e maquiar a realidade para que coubesse no conto de fadas que a mídia escreve da sua vida. Em um dos momentos mais solitários, a Rainha se afundará ainda mais nessa solidão. 

A visita dos Kennedy ao palácio de Buckingham, vem com um toque de modernidade e promete uma pequena competição feminina num mundo feito e vivido por homens. Em um dos momentos onde a Rainha está mais confortável em sua pele, crises internacionais são resolvidas por grandes mulheres. Imaginar Jacqueline Kennedy e a Rainha Elizabeth II, tomando chá e falando verdades é o ápice do protagonismo feminino em décadas. 

Se a primeira temporada foi excelente, a segunda vem para consagrar The Crown entre as melhores series disponíveis na atualidade. Os exageros de Philip, o transforma em vilão para depois redimi-lo a ponto de sentirmos pena. Mas, sinto muito, a história funciona melhor quando temos a verdadeira protagonista sobre os holofotes.
Comentário(s)
0 Comentário(s)