This Is Us - 2x08 - Number One

Por Janaína Guaraná

17 de novembro de 2017


Sabe quando a gente fala e faz coisas que estão gravadas na nossa pele, gravadas com o sabor amargo das coisas que podiam ser e não foram, dos sonhos que tivéssemos e guardamos no fundo da gaveta, quando quem somos, é um vislumbre infinito de quem queríamos ser, esse episódio é sobre isso. 

É ter chance de imaginar cada segundo de uma vida, aqueles devaneios que pulsam forte em nossas veias, pois a vida até aqui sugeriu que fosse assim. É ter uma visão do futuro, como se todos os sonhos, desejos, amores e dores se encaixassem num verso perfeito. É sorrir, o futuro vem vindo e cabe num verso de música. 

Por mais que os planos façam sentido, cair também é parte desses versos tão simples que escrevemos em nossas vidas, é das dores e perdas que somos obrigados a encarar de peito aberto as condições que sopram agora. É de dor, e quedas que alguns caminhos são feitos. Não importa se nos achamos merecedores, o destino tem seus próprios jeitos de conduzir os versos. 

Pode ser que em meio a esses versos carregados, somos pegos olhando para o passado, como se as imagens em memória, dura feita a verdade, pudessem nos redimir do presente, e torna-lo mais brando, mas o presente é quente, queima, deixa marcas e não pede permissão.

Kevin é o número um, sempre foi. Talvez a intensidade com que ele faz questão de pôr em todos os momentos, é um pedido de ajuda, talvez o número um queira ser visto pelas perdas, dores, e pelos adeuses que viveu, pois, as vitorias duraram muito pouco, é como se ele não as merecesse.
Comentário(s)
0 Comentário(s)