Scandal – 7x5 - Adventures in Babysitting

Por Dilma Oliveira

9 de novembro de 2017


Qual melhor título para um episódio de Escândalo do que " Adventures in Babysitting?" Eu assisti Histórias Cruzadas que tem Viola Davis, no entanto, eu também já vi programas, filmes e peças de televisão suficientes com um elenco feminino afro-americano como cuidador de crianças e adultos estragados. Pouco era diferente no episódio da noite de anteriores, que incluiu gritar, fazer bocas e lutar entre Rowan, Olivia, Fitz e Mellie.

É estranho que Olivia, tão emocionalmente e espiritualmente danificada como ela está escrita, surgiu como cuidadora dos outros membros do elenco. Não precisava ter sido ideal desde o início da série, mas outros não listados como a estrela do elenco teriam sido mais realistas como uma figura parental severa nos episódios anteriores e anteriores. Talvez suas falhas tenham sido como suas áreas de melhoria ao longo do que são agora sete temporadas. Haveria muito terreno para cobrir para tornar Olivia um personagem mais desenvolvido antes do episódio final se encaixar.

Algo aconteceu na sala dos escritores? Kerry Washington ficou aborrecida de seu personagem sempre resgatando as pessoas? Fez uma campanha de grupos focais para que Olivia tenha uma vida amorosa com intriga e desgosto ocasionais. O show não me move emocionalmente ou me faz pensar de forma crítica sobre os personagens e / ou situações que aceitam de bom grado. Não me vejo refletido em nenhum dos personagens. Um teste verdadeiro da mídia mais criativa é uma conexão para um público maior do que não, que pode e se identificará com a história e os personagens em algum nível.


Nós pegamos exatamente onde nós deixamos. Olivia tem o ex-comandante (porque sejamos honestos, ele não é seu pai aqui) sentado em um banquinho enquanto explica o privilégio e como ele não o tem. Você deve olhar para essa conversa de privilégios em um contexto maior: a mulher negra que tem que fazer duas vezes mais para obter metade do crédito agora está no fundo da escuridão, dizendo ao ex-Comandante que ele não tem privilégios. Se isso não for suficiente para indicar o quão longe ela se foi, não tenho certeza do que é. Ela diz que ele precisa enviar uma mensagem. A mensagem que quer enviar para Fitz é ir para casa. E Rowan entrega isso.

O episódio da semana passada terminou com o corpo ocupado de Eli retornando ao seu laboratório para encontre sua filha esperando por ele com um humor especialmente espinhoso, que, na época, sentiu-se como um cliffhanger inerte pelo escândalo padrões. "Adventures in Babysitting" imediatamente vai ao trabalho, provando que esse momento era mais pesado do que parecia no momento. O episódio vem logo naquele momento, com um Eli enjoado sentado silenciosamente em uma cadeira, enquanto Olivia a censura. Eli não está apenas preocupado com Olivia. Ele tem medo dela, o que é suficiente para demonstrar que Olivia já pode ter atravessado sua jornada de chapéu branco a preto.

Agora vamos dar um momento para refletir: nenhuma dessas pessoas é boa (só a Mellie). Se pensarmos que qualquer um desses loucos é totalmente resgatável, então, Senhor, ajude essas almas. No Oval, Mellie está enlouquecendo porque sabe que Olivia matou Luna Vargas como uma pessoa louca. Olivia diz que é o que precisava ser feito, mas Mellie não é sobre isso. Pope mostra seus dentes daquela maneira que vocês sabem, quando ela está desgostosa e desconfortável, mas a senhora presidente não está recuando, ela insiste: "Agora me faça minha guerra." Hum, tudo bem.


Olivia está bem naquele ponto, e Rowan não é o único que pensa assim. Quando Fitz se senta com Jake, mas ele conclui rapidamente que Olivia é uma causa perdida. Ele insiste que não há como Jake acreditar nisso, mas parece que ele faz. Mas Fitzgerald com a arma e a casa de Vermont e o tempo de sobra não está pronto para deixar Liv ir. Com suas boas e más qualidades, ele pode ser o único capaz de salvá-la. No entanto, Olivia tem sua própria agenda na cama com Pryce, dando-lhe a oportunidade de se sentar ao lado do presidente Rashad para ajudar a promover a paz, o que é aterrorizante porque as notícias por cabo têm muito poder, cara. Mas, se alguma coisa for mais forte do que as notícias por cabo, é Olivia Pope, que convence Pryce a levar Rashad. Mas ainda não é o suficiente para convencer Mellie a perdoar Olivia pelas monstruosas coisas que ela fez. E isso é apenas metade da batalha, a américa precisa de uma guerra com Bashran para realmente mudar isso, o que Cyrus tem feito? Convence o Congresso a ir à guerra. Ele também tentou ensinar Glackland sobre política, mas parece que Glackland não está tão interessado nisso quanto ele está em Cyrus. Glackland está no telefone enquanto Cyrus tenta puxar cordas. Ele está apenas fazendo mensagens de texto, certo?

Bem, eu sou um homem que não é tão grande que ele não pode admitir quando ele está errado. Enquanto Cyrus está sentado lá, tentando convencer os senadores a votar na guerra, Glackland está analisando tudo, isto é. Ele faz isso com todos os produtos que ele está tentando vender, e essa guerra não é um bom produto. Então, Bean vai ao escritório de Olivia para dizer a ela que ele não vai votar a favor, Liv pergunta o que ele quer. Ele diz a ela que ele não quer nada, então ela diz que será uma guerra para ele se ele não votar. E é aí que Cy o enfrenta. Ele diz que ela pode libertar suas pessoas B613 sobre ele, mas então, o quê? Qual é o final do jogo?


Sem a guerra, Mellie quer que Rashad permaneça nos EUA. Quando ele pergunta por que, ela diz que não tem certeza de como ela pode ser mais clara. Então, ele se aproxima e explica que essa não é sua luta e que ela é apaixonada. E é quando eles se beijam (gente, eu dei um grito nessa cena, serio não fiquei normal kkkk). Nessa cena tão amorzinho não sabia o que vinha nas próximas cenas, beijando. Ah, e então ele começa a tirar o blazer e ela se depara porque ESTO É BASHRAN . Com isso, ele sai. De volta ao QPA, Quinn passa com Gettys Burger, tornando-se o personagem mais confiável até o momento. No final do dia, Glackland encontra-se com Cyrus na frente da pintura de 100 milhões, e você sabe o que? Estávamos bem! Cyrus diz que ele pensa que Glackland pode ser um bom na política depois de tudo, e então eles compartilham um beijo. Um amável beijo. Não é o tipo de beijo que você dá ao presidente Bashrani no Oval. É doce. Estou curiosa para saber até onde esse casal podem ir.

O episódio obtém o seu título subjugado com Quinn Perkins e associados, que aparentemente não funciona a menos que Olivia tenha tarefas de transbordamento. O presidente Rashad percebe que sua sobrinha Yasmin está em perigo enquanto os rebeldes estão tentando por ele, e provavelmente mais do que isso. Quinn. só tem que ficar de olho nela e convencê-la de que talvez não seja a pior coisa do mundo para retornar a Bashran com seu tio. Eles conseguem convencê-la, e Yasmin embarca um avião com o presidente Rashad para voltar para seu país natal e aliviar a agitação. Mas eles não conseguem mais do que a pista. O avião explode antes mesmo que ele possa tirar suas rodas do chão, provocando uma crise internacional que Fitz, sem dúvida, terá alguma influência. Mas, mais do que isso, A explosão aflige a estação para a vida e ameaça empurrar Olivia para o lado mais sombrio. É uma pena, porque ela tem um sorriso tão lindo.

Ps1. Na boa, porque tinham que matar o coitado do Rashad? Aposto que foi a embucete da Olivia que fez isso, só quero ver a explicação dela para Mellie.

Ps2. Falando em embucete, adorei ver a Mellie dando esporro no Fitzgerald mandado ele voltar para Vermont apesar de ter sido um pedido da Liv.
Comentário(s)
0 Comentário(s)