Marvel's The Punisher - 1x3 - Kandahar

Por Alvaro Luiz Matos

19 de novembro de 2017

Um terceiro episódio que exemplificou melhor o que está por trás de tudo, mas que ainda peca por ser longo demais e pouco objetivo.

Claramente conseguimos entender melhor o entorno da série, as motivações de alguns personagens, perceber quem está usando e quem está sendo usado, mas dava para ter sido melhor. Primeiro que esse tal de Russo não me engana, tem tudo para ser um dos principais culpados pela morte da família de Castle, mas se faz de bom moço. Claramente o personagem tem usado seus ex-parceiros com algum interesse mais obscuro, seja para que ninguém desconfie, ou para pedir-lhe favores depois.

Pode ser também que eu tenha assistido muitas séries de conspirações e tenha ficado com o pé atrás contra bons moços, mas nem o sorriso do cara me parece sincero. Além disso, até na guerra é tudo tão escuro né? Desisto de tentar enxergar o que está acontecendo, vou apenas me guiando pelos sons de tiros e gritos.

Já David e Frank dentro daquela sala durante 100% do episódio foi chato de doer. Sabemos que eles uniriam forças, sabemos também que Frank precisa acreditar nele, mas que não pode simplesmente confiar, pois o perfil do personagem não permite. No entanto muitos dos diálogos naquela sala foram repetitivos e não trouxeram nada novo para o roteiro. Metade do episódio eles apenas ganharam tempo.

Outra prova de que até aqui o roteiro é um tanto vazio, é que a série ainda foca muito nas explosões de Frank Castle e na desconfiança na qual ele tem do mundo. Muitas das vezes isso é o suficiente, afinal, como foi dito em minha review da season première, estamos aqui exatamente para ver tiro, porrada e bomba, mesmo que o roteiro ainda esteja fraco.


Fiquei com a impressão de que agora vai, e vocês?
Comentário(s)
0 Comentário(s)