Literatura em Foco: Outros Jeitos de Usar a Boca

Por Ellen Joyce Delgado

21 de outubro de 2017



Hoje a obra traz um grito de socorro através da poesia. A contextualização, lançada neste mesmo ano, pela Editora Planeta, foi escrita por Rupi Kaur

Inicialmente, o projeto da escritora trazia uma visão independente, não imaginando que alcançaria tamanha aceitação. O livro atingiu o primeiro lugar na lista dos mais vendidos do The New York Times. E não era para menos. 

Essa produção é dividida em quatro capítulos. Quatro partes dos sentidos de nossa existência na visão prática de uma mente feminina: O abuso, O amor, A perda e A feminilidade. Esses versos acabam clamando-nos por um tipo de tutela. 




Outros Jeitos de Usar a Boca reflete ao leitor uma jornada aos diferentes roteiros da vida. Passamos por aquele instante de amargura e, em seguida, nos locomovemos para estradas menos banais. Os desvios entre todas essas incertezas encontram uma única finalidade: a vivência. 

Os blocos nos trazem fatos de vidas aleatórias: repressão, banalidade, amor, traição, desejo, perdão e recomeço. A cada página, que além de escrita traz também ilustrações, explode uma bomba em todos os nossos princípios existenciais e questiona nossa verdadeira liberdade de expressão. Joga um balde de água fria, também, nos principais tabus sociais




Suas palavras redigidas demonstram o cotidiano principal de uma vida feminina – não sinta isso como um apelo emotivo, pois não temos essa necessidade. O único interesse é o direito de sermos aquilo que escolhemos, aquelas que realmente queremos. 

E essa é sua transposição. A autora demonstra que somos donas de nosso corpo, somos nós que deveríamos fazer nossas escolhas. 

O livro é tido como uma obra feminista e, como representante do movimento, acredita que o mundo não deva exigir uma única ideologia“Bela, Recatada e do Lar”



Mesmo redigido com um enfoque feminino, essa é uma obra que vale muito a pena ser lida, afinal, suas maiores súplicas nos trazem a sensação de entendimento e esperança. É um livro para todos aqueles que gostam de poesia, para os verdadeiros amantes de palavras e sentimentos, aqueles que procuram um sentido acelerado para o começo, meio e fim.
Comentário(s)
0 Comentário(s)