Lista em Foco: Personagens femininas mais poderosas - Parte II

Por Janaína Guaraná

4 de outubro de 2017



Saiu a última parte da nossa lista poderosa, se dependesse da gente, a lista teria mais umas 84 edições porque queridos, mulher poderosa é o que não falta na telinha:



6 – Dona de personalidade forte, aquela que sabe o que quer, mas está sempre disposta a desistir de si mesma e se sacrificar pelos seus amigos. Brooke, uma garota ousada e mutável. Carregou o mundo em suas costas durante a adolescência. Não foi sempre a melhor pessoa, mas, sejamos sinceros, não somos bons em todos os momentos. 

Seu desenvolvimento a cada episódio me trazia a certeza de que sua marca seria eternizada. Em uma mera líder de torcida, como atriz coadjuvante, tivemos a efetividade de uma destemida mulher. Eu sofria com seus infortúnios. Ver os desembaraços de sua amizade com Peyton e o martírio com Lucas era realmente arrebatador. Mas valeu a pena, não é mesmo? Ela venceu tantas batalhas e finalmente pude me alegrar ao vê-la realmente completa - mesmo estando tão sozinha. Foi entre as idas e vindas da vida que ela acabou se encontrando. Não havia mais tempo para um romance barato ou algumas lágrimas desmerecedoras. 

 Ela se apaixonou por si mesma e teve tempo de ser muito feliz consigo mesma. Entre essas fatalidades de uma vida toda, ela pôde descobrir o verdadeiro valor de um "eu te amo" e entender que sua existência também poderia ter muita importância para mais alguém. Ainda bem que você apareceu, Julian! 

"Alguém disse uma vez: São as boas garotas que escrevem em diários. As más garotas nunca têm tempo. Eu? Eu apenas quero viver uma vida que irei lembrar. Mesmo que eu não escreva tudo." Brooke Davis. (Por: Ellen Joyce)



7 - Emily Prentiss é a personificação de uma mulher forte, ambiciosa, profissional, persistente, competente, dedicada, que luta pelo que quer. Mas, que mantém seus princípios intactos em sua busca. Interpretado pela atriz Paget Brewster, Emily se tornou, na temporada passada, a chefe da UAC logo após o Aaron Hotcher abandonar o cargo para entrar no programa de proteção a testemunha. E desde então vem se mostrando a profissional dedicada que já sabíamos que era. 

Apesar da série não detalhar tanto a vida pessoal dos personagens, e não seria diferente com a Prentiss, sabemos que desde nova, ela já buscava seus ideias e não abria mão de mostrar que apesar de mulher e filha de uma diplomática dos Estados Unidos da América em país estrangeiro, ela não era mais fraca e não se esforçava mesmo para ganhar seu lugar ao sol dentro de sua profissão e sem ajuda ou favores.

A Emily entrou na segunda temporada da série e durante os anos que se seguiram, ela entrou e saiu da Unidade algumas vezes; ora por motivos pessoais (como quando se passou por morta para recapturar um criminoso internacional) ora para se tornar chefe de uma unidade da Interpol. 

Entretanto, ela sempre se mostrou fiel, confiável e competente para voltar a UAC como chefe de unidade. Aprovada inclusive por David Rossi. Um dos criadores da unidade. Criminal Minds acaba de retornar para a 13ª temporada. E a Emily já se mostrou a rainha da série em capturar um criminoso procurado nas últimas 2 temporadas. Se eu fosse você não perderia essa temporada. (Por: Vittoria Crispim)



8 – Claire Underwood da série House of Cards é interpretada pela atriz Robin Wright. Uma das principais produções da Netflix, traz temas bastante atuais à baila: ampliação dos direitos da mulher na sociedade e a equidade entre os gêneros. 

Vemos na série que a personagem mostra, que a mulher tem total poder de escolha de decidir o que quer para a sua vida. À frente de uma empresa no início da série, Claire mostra que as oportunidades não devem ser limitadas aos papéis de gênero. Ou seja, que pode sim, como mulher, comandar uma organização. 

A mulher e mais ninguém tem direito sobre seu próprio corpo. Por isso, cabe apenas a ela tomar suas decisões pessoais. Durante a quarta temporada, por exemplo, Claire é questionada por uma personagem se não se arrepende de não ter tido filhos. Em resposta, a protagonista questiona “e você? Se arrependeu de ter tido os seus? ”. 

E quem não se lembra da própria Robin Wright mostrando ao mundo que mulheres tem direito sim de reivindicarem seus direitos, exigindo o mesmo salário que o colega de elenco e também protagonista, Kevin Spacey?  https://brasil.elpais.com/brasil/2016/05/18/cultura/1463585891_280658.html 

PS: Na humilde opinião de quem escreve, Claire figura no topo lista. (Por: Janaína)



9 - Lagertha, Rainha reinante da Dinamarca é o exemplo grandioso de uma guerreira que não mede esforços para lutar por quem ama, pelo que acha justo e principalmente contra todos aqueles que duvidam de seu caráter e de sua força. Uma mulher fervorosa, que não aceita ser rebaixada e não abaixa sua cabeça, que luta lado a lado dos homens que a julgam ser inferior por ser mulher, e faz melhor do que eles deixando todos abasbacados com tamanha destreza em suas lutas. 

A personagem interpretada por Katheryn Winnick, na contempladíssima série Vikings do canal History, é baseada em lendas locais que afirmam que Lagertha era uma skjaldmö (“donzela do escudo”) viking que viveu no território onde atualmente se encontra a Noruega. Foi a primeira esposa do guerreiro viking Ragnar Lothbrok, um dos únicos que parecia realmente admirar a mulher que ela era. Sua história, foi registrada pelo cronista Saxão Gramático, no livro Gesta Danorum, onde há uma passagem que diz: “Lagertha, uma surpreendente e bem preparada skjaldmö que, como mulher, teve a coragem de um homem, lutando na frente entre os mais corajosos, com o seu comprido cabelo sobre os ombros. 

Todos se surpreendiam com as suas proezas insuperáveis, pois seus cabelos descendo pelas costas denunciavam a sua condição de mulher. ” Lagertha é uma mulher que tem a ambição necessária para governar e não possuí medo das atitudes que deve tomar, que ama e faz de tudo para proteger seus amigos e aliados, ela é guerreira mais notória de toda a trajetória viking pela Europa. (Por: Elizabeth Silva)



10 - Kerry Washington, na pele de Olivia Pope em Scandal. É outra estrela da nossa lista que prova dia após dia, que a mulher pode é poder. Dona de uma inteligência e retórica perfeita, convence os mais céticos que o Fitz merece sim ser presidente. Não vamos nos debruçar sobre os desvios da moça, porque amigos, nada mais brega que cuidar da vida alheia. 

A ex-consultora de comunicações da presidência, é especialista em consertar os problemas dos figurões da capital estadounidense, e para tanto conta com um time de advogados, que convenhamos, sozinhos não somos ninguém. 

A resiliência da personagem, já foi provada em várias passagens, tendo que lidar com a morte prematura da mãe, ser criada em um colégio interno, e com um pai que a preparou para ser a melhor e não cuidou da filha. Já passou por cima de muitos e de muita coisa, mas num mundo competitivo e visceral com o da política, um homem não seria julgado por atropelar os adversários, não é? E nós sabemos, que mulher poderosa, inteligente incomoda muito. (Por: Janaína)

__________________________*_________________________

A lista tem mais do que podemos contar, ela é composta por cada mulher que trava uma batalha diária, que continua forte e defendendo a si mesmo, como quem defende todas, como quem luta por todas. O tempo passa e as pessoas esquecem, mas a história não perdoa e o que enfrentamos hoje, já está escrito nessas páginas que não se apagam com o tempo. 
Comentário(s)
0 Comentário(s)