American Horror Story Cult - 7x08 - Winter of Our Discontent

Por Ana Silvia Soeiro

30 de outubro de 2017


Esse episódio pode ser descrito como um dos mais “uaus” até agora, explico: não houve nenhum episódio de violência diferenciadamente mais explícito anteriormente. Logo no título pudemos ter uma idéia sobre quem será a personagem principal e pudemos entender um pouco mais da gênese dos Kai Andersons. Como ficou proibido traçar paralelos entre minhas leituras sobre o gênero serial killers ou mesmo falar minha opinião sobre o Homem de Ferro (sic), vou tentar ao máximo possível demonstrar minhas considerações.

A desconfiança em torno das atitudes de Kai estão espalhadas e à mil em torno do "núcleo feminino" do bem-sucedido Culto. Afinal de contas, no episódio passado, uma misteriosa personagem apareceu para denunciar que Beverly estava presa ao eterno domínio do patriarcado sobre as mulheres, além do mais, Beverly e Ivy foram confinadas à infame area da cozinha e ao servir aos "minions" de Kai, o que mais poderia dar errado, não é?

Sobre a gênese de Kai, Winter explica que no início não havia, por parte dele, nenhuma intenção megalomaníaca, apenas causar polêmica na deep web sobre temas como aborto, até que, um encontro com um lunático e a libertação de suas vítimas o transformou profundamente. Além, é claro, da morte dos pais e a atitude de seu irmão Vincent sobre o acontecido. Kai mudou radicalmente seu pensamento, passou a pensar em como combater lunáticos como aquele. Curioso, não?

Ally conseguiu realizar várias manobras e agora fez um pacto com Kai para ter acesso à única coisa que realmente lhe importa: seu filho. O preço do acordo? O que uma mãe não faria por seu filho? Entregar uma pessoa para sacrifício é bem óbvio. Todo culto que se preze precisa fazer associação à um messias bem-sucedido e seus descendentes, porque com Kai seria diferente? Pior para o detetive Samuels que não completa a missão e ainda serve de bote expiatório para que “o inverno de nosso desgosto” chegue com força total. Por falar em chegadas triunfais... o que você achou da entrada do novo membro do culto? Acha que vai provocar mudanças radicais, destruir o sistema por dentro? 

Não esqueça que esta é uma história de horror americana e não um conto de fadas.
Comentário(s)
0 Comentário(s)