American Horror Story - 7x05 - Hole

Por Ana Silvia Soeiro

8 de outubro de 2017



Se nesta temporada Ally tivesse fobia de sapos, eu juro, pelos deuses sagrados do panteão nórdico que eu nunca, jamais assistiria nem mesmo o trailer. Nem mesmo para escrever para este grandioso blog de cultura, por quê? Porque o episódio começa com Ally descrevendo com precisão, “precisa” demais até, um recente “ataque de pânico” sofrido em casa. Mas quando se tem um terapeuta tão magnânimo quanto o Dr. Vincent quem precisa de outra coisa?


Ainda no começo do episódio não consegui matar minha curiosidade sobre o que aconteceu com Meadow, embora conhecendo a equipe, eu já imaginava o que aconteceria com a mesma. Mas Meadow serviu bem ao seu propósito. Falando em propósitos, Kai vai dando pinceladas sobre qual é o objetivo de seu culto: conseguir se eleger para o conselho municipal, e depois? Eles terão que pensar sobre o futuro em seu devido tempo, pois no presente, o rumor sobre palhaços assassinos aterrorizantes, gás espalhado pelos quintais a mando do governo e tudo o mais não está causando o devido impacto, Kai ainda pode perder as eleições. 

Se você está pensando em se candidatar à uma vaga como conselheiro de eleições, esqueça, o Culto já sabe muito bem como chamar atenção da mídia local. Só resta um obstáculo, vão superar?
Falando em terapias e em medo, qual é o seu? Beverly, a mais recente repórter solo do jornal local, (ao que parece) tenta descobrir o que move Kai Anderson. O que move um psicopata frio e dissimulado? Aparentemente obediência a um irmão muito prático. Que família linda! 

Falando em família, ficou surpreso com a revelação sobre Ivy no episódio passado? A série te deixou mais desconfiado sobre a pessoinha que está com o rosto colado ao seu naquele papel de parede brega do celular e do computador? Quais motivos poderiam nos levar a trair uma instituição tão sagrada quanto a família, para seguir um maluco qualquer? Vamos buscar as respostas? Ou melhor não?
Comentário(s)
0 Comentário(s)