South Park - 21x2 - Put It Down

Por Alvaro Luiz Matos

24 de setembro de 2017

O segundo episódio começou sendo muito mais direto que o primeiro, e não é porque a analogia estava na cara, mas porque não existia analogia nenhuma. South Park foi direto ao anunciar uma guerra e ao dizer que o maluco do Trump só piora tudo enquanto a sociedade americana assiste sentada. Isso precisava ser dito, e provavelmente teria sido mencionado já no primeiro episódio se o neonazismo também não fosse um assunto tão importante.

Um segundo ponto de bastante destaque foi a questão do suicídio. É interessante pois temos campanhas de conscientização para vacinas, para prevenção à Aids, para a batalha contra dengue e para tantos outros motivos, mas não aprendemos a olhar para as pessoas de forma empática o suficiente para saber que nada é mais importante que a preservação da vida.

Poucos procuram entender e atacar a causa desse mal cada vez maior na sociedade. Assustam-se quando acontece, mas logo apagam da memória como se fosse algo isolado, mas um suicídio nunca é só algo isolado.

Como já disse, na primeira review, o exagero funciona para ambos os lados. Tanto o fato de Cartman parecer egoísta ao se preocupar só com o seu suicídio, quanto dezenas de crianças serem atropeladas enquanto adultos leem noticias no twitter, são formas semelhantes de abordar ambos os temas.

Apesar disso tudo, a mensagem mais bonita que o episódio passou está na forma com que temos de falar quando as pessoas estão tristes e/ou à beira de algum ataque. Ouvir é a mais antiga e eficaz solução. Se preocupar e ouvir ao invés de encher as pessoas de conselhos, dando suporte e deixando com que elas mesmas encontrem as respostas para os seus problemas, sem querer forçar nada.

Tudo isso com um lindo encerramento que pede “Pelo amor de Deus, Trump, larga o celular e pare de falar asneira”. Simples assim, mas com todo o tempero que só South Park consegue dar às suas críticas.

Até o próximo episódio, galera.
Comentário(s)
0 Comentário(s)