Grey's Anatomy - 14x01 / 14x02 - Break Down The House / Get Off On The Pain (Season Premiere)

Por Rozany Adriany

30 de setembro de 2017

Se as expectativas para a estreia dessa 14° temporada não estavam lá tão altas devido ao nível mediano da 13° temporada, preciso começar essa review falando que esses dois primeiros episódios de estreia serviram para mostrar a todos que Grey's Anatomy está viva, sim senhor! 

O primeiro plot a ser desenvolvido foi o de Megan, e isso já tinha até ficado óbvio para todos nós na finale, mas, devo confessar que algumas coisas me deixaram confusa. Só eu achei que Megan voltaria completamente traumatizada após esses 10 anos desaparecida? Foi uma grande surpresa ve-la tão positiva, e a explicação em torno de seu sumiço e de seu sequestro não foi lá tão impressionante como achei que seria. O mais estranho é que nem pareceu que a personagem estava há 10 anos sendo dada como morta, sem contato algum com sua família e com seu noivo. Mas, passado esse momento de surpresa e confusão, as cenas que seguiram e giraram em torno de seu tratamento foram muito boas.

Aqui é claro que tenho que abrir espaço para exaltar Meredith Grey. A personagem foi a dona dos dois episódios, assim como já é dona da série, rs. Mer não só lidou com toda a situação envolvendo seu affair, Riggs e a noiva, como também foi a pessoa que mostrou a melhor solução para o tratamento de Megan que, embora no primeiro momento não tenha dado certo, só fez com que o plano B fosse ainda mais inovador do que o plano A. E, gente, é impossível não falar sobre ela cheia de orgulho, afinal todas as suas ações só me fazem relembrar toda sua trajetória durante essas 14 temporadas! 

E já que estamos falando nela, é impossível não separar um parágrafo para fazer um breve comentário sobre sua amizade com Karev que continua sendo a mais maravilhosa do mundo. Vejo os dois como irmãos e por isso sigo pedindo à Shonda que não estrague isso com esses boatos de que poderia haver um envolvimento romântico entre eles, porque isso apenas estragaria algo que ela acertou em cheio ao criar, que é essa relação de irmandade existente entre eles! 

Outra alegria que essa season premiere nos trouxe foi rever Teddy Altman. Após tantos anos afastada, a sensação que seu retorno me trouxe foi de que fui teletransportada para àqueles anos de glória da minha seriezinha, rs. Foi como se Teddy nunca tivesse ido embora, mas a verdade é que ela foi e que tudo está diferente agora, e a personagem teve que se adaptar às mudanças dentro do hospital e na vida de seus ex-colegas de trabalho. No que diz respeito à Teddy e Owen, não vou mentir que shippo fortemente o casal, principalmente por acreditar que Owen não merece todo o sofrimento que está passando com Amelia, e embora não ache que vá acontecer, fico me perguntando o que Shonda tem na cabeça, porque sinceramente, não entendo porque ela não trabalhou Teddy e Owen como um casal lá no passado quando os dois eram incrivelmente lindos juntos e ele já tinha problemas com Cristina. Também não entendo porque ela insiste em jogar plots sofredores para cima de Owen, principalmente no quesito amoroso, mas vamos adiante porque acredito que já reclamei demais disso!
E infelizmente não posso deixar de falar em Amelia. Dois pontos precisam ser abordados; o primeiro claramente diz respeito ao fato dela sequer fazer algum esforço para apoiar Owen no momento em que ele mais precisa. Ok, ela o ajudou até a chegada de Megan, mas não consigo tirar a razão de sua família naquela pequena intervenção, uma vez que Amelia não esteve presente em momento algum. Porém, também é preciso salientar que o próprio Owen não fez questão de sua presença ali. Talvez por conta de todo o apoio que estava recebendo de Teddy, talvez por já ter acostumado à isso, não sei. Só sei que fico me perguntando para que tanta enrolação se um simples pedido de divórcio poderia resolver tudo, já que os dois não estão indo para lugar algum juntos! 

O segundo ponto é a questão do tumor que, sendo muito sincera, achei um plot totalmente desnecessário. Primeiramente, me parece uma versão 2.0 do que aconteceu com Izzie, a diferença é que lá atrás tínhamos Derek Shepherd para salva-la e aqui ele já não está mais presente para salvar sua irmã. Segundo, que tenho certeza que todos irão começar a defender todas as ações de Amelia por causa do tumor e antes mesmo de isso começar (se é que já não começou, não é mesmo?) já está me cansando, mas tudo bem, só resta esperar para ver o desenrolar dessa história!

Para finalizar, só posso dizer que esses dois episódios foram tão maravilhosos que a emoção não cabe em mim, rs. E que só me resta torcer para que o fluxo siga dessa forma ao longo dos próximos episódios, porque é assim que amamos ver Grey's. 

Ps1. Todas as menções à Derek só fizeram meu coração transbordar ainda mais de saudade! 
Ps2. Apenas uma menção e uma foto de Cristina Yang é suficiente para que nossos corações se inundem de alegria!
Ps3. Se tem uma personagem mais insuportável do que Maggie, eu desconheço. A personagem só ganhou meu respeito por um mísero segundo durante os dois episódios quando se posicionou sobre esconder o envolvimento de Mer e Riggs para Megan. 
Ps4. Não sei onde Shonda tá com a cabeça em pensar em Jackson e Maggie, desista que ainda dá tempo, querida!
Ps5. April não sabe o que quer da vida, esse chove não molha é tão insuportável quanto Maggie.
Ps6. Não shippo Jolex e não acho que deveriam voltar (não me julguem, bjs).
Ps7. Webber mostrando quem manda foi uma das melhores coisas que eu vi, rs.
Ps8. Mais uma affair para Arizona, que dê certo dessa vez! 

Desculpem todos os Ps. mas não podia deixar de fazer esses pequenos comentários extras, rs. Até a próxima!
Comentário(s)
0 Comentário(s)