Suits - 7x07 - Full Disclosure

Por Rozany Adriany

27 de agosto de 2017

Suits vem apresentando uma temporada fraca e que tem deixado muito a desejar no quesito qualidade da história. Esse começo de temporada não tem despertado aquele sentimento de "já quero o próximo" que, enquanto maratonava as seis primeiras temporadas com a miga Janaína, nós sentíamos. (Aliás, aquele super obrigado à miga que me cobriu durante duas semanas aqui com as reviews, love u)
 
Não estou dizendo que a temporada está ruim, eu, particularmente, não acho isso. Mas, levando em consideração a qualidade da série, o nível está sim precisando dar uma boa melhorada. Os personagens estão estagnados em certos dramas que são, no mínimo, desnecessários, se pensarmos em todo o crescimento que, supõe-se que já deveria ter acontecido até aqui. Com as mudanças em algumas posições, personagens que, até então, tinham uma voz mais ativa nos episódios, como Rachel e Donna, hoje são praticamente meras coadjuvantes que, raramente aparecem. Outros, como Mike, que deveriam mostrar mudanças e melhorias em seus comportamentos e ações, seguem agindo igual um disco arranhado com o mesmo discurso de sempre.

Mas, vamos ao episódio... Uma das coisas que eu mais gostei nesse episódio foi os flashbacks que, de certa forma, mostraram como as coisas chegaram até os dias atuais. Tanto com relação ao avanço de Louie como pessoa ao iniciar a terapia e como ele conseguiu seu posto de "treinador dos associados", como com relação ao caso de Alex e seu rabo preso com sua antiga firma, e sua relação com Harvey. Aliás, palmas para Louis que vem crescendo a cada episódio!

Esse caso pro bono dos prisioneiros tinha tudo para ser um caso super intrigante que nos deixaria presos aos episódios a cada avanço, mas todo o "mimimi" de Mike sobre "querer fazer justiça" mesmo pelos meios errados, está estragando isso. Primeiro que o personagem está cada vez mais irritante com isso, eu até entendo você querer ajudar àqueles que não tem condições de arcar financeiramente com as despesas de um processo e tudo mais, porém, Mike parece querer (e arrisco dizer, preferir) sempre fazer as coisas do jeito errado e sempre com um discurso arrogante de que é por justiça (ou dando como exemplo algo que já vivenciou).
Mike já não ajuda mais na Pearson Specter Litt, desde que voltou a trabalhar na empresa, não saiu dos casos pro bono, até o foco se voltar para este dos prisioneiros e a relação que o caso tem com Alex e a empresa em que trabalhava, o que só nos mostra que ainda vamos ficar nele por algum tempo. E com isso, espero que o caso volte aos trilhos para ser um plot interessante. Enquanto isso, Harvey precisa lidar com as novas informações vindas de Alex acerca do caso e tentar resolver da melhor maneira possível, focando desta vez na empresa e não em seu relacionamento (quero ver Harvey no nível de Jessica como chefão, porque potencial sabemos que ele tem).
 
Então, só nos resta esperar para ver o desenrolar da história ao longo dos episódios e torcer para que o rumo melhore e nos traga de volta aquele sentimento bom de assistir essa seriezinha maravilhosa que é Suits.  

Ps1. Meta de vida: ter a moral e a sabedoria no trabalho que Jessica tem!
Ps2. Extinguiram os plots nos tribunais? Os juízes estão de férias ou algo do tipo? 
Ps3. Entendo o que quiseram fazer com a Donna melhorando a posição dela na empresa, mas volto a dizer que isso fez com que a personagem ficasse apagada na série. Uma das melhores coisas era a relação dela com Harvey, toda a intimidade que havia entre eles e todo aquele lado cômico que ela tinha, e já não estamos vendo isso nessa temporada.
Ps4. Nem sei mais qual a posição da Rachel na empresa de tão apagada que a personagem está. Vamos melhorar isso aí, ein produção. 

Até mais, gente!
Comentário(s)
0 Comentário(s)