Primeiras Impressões: Marvel's The Defenders

Por Elizabeth Silva

20 de agosto de 2017

Cá venho eu falar de mais uma produção da nossa querida Netflix em parceria com a Marvel, e se me permitem dizer, que parceria! Depois de ótimos resultados com as séries solos dos heróis (e mais um potencial sucesso com Justiceiro), The Defenders (Os Defensores) vem para juntar todos eles na guerra para salvar Nova York.

A série começa situando nossos quatro protagonistas, Matt, Jessica, Luke e Danny, mostrando o que estavam fazendo de suas vidas depois do final de cada uma de suas temporadas. O que podia se tornar um desafio, fazer isso e conciliar tudo muito bem sem ficar tudo muito corrido ou sem sentido. Claro que quem não viu as séries de origem de cada personagem acaba se perdendo uma hora ou outra, mas não é algo que impede explicitamente que você a assista, mas o ideal é que tenha visto as séries de origem para entender o que cada um deles passou e como a história vai se ligar no futuro.

O primeiro episódio consegue habituar todos os personagens muito bem, e não fica uma confusão com a quantidade deles, o que era o meu maior medo. O cuidado que a Netflix tomou para com todas suas produções envolvendo os quatro protagonistas ficou mais visível ainda. Todos os detalhes que se encaixaram no meio do caminho, os personagens recorrentes que faziam as ligações entre eles de maneira sutil e que une todos eles de maneira coerente. A qualidade de filmagem continua perfeita, a abertura ficou linda demais e eu amei a paleta de cores utilizada representando cada um dos heróis quando estão em cena.
Sobre cada uma das personagens eu tenho um carinho enorme por todos eles. O Demolidor e Jessica são os meus queridinhos, apesar de gostar também do Luke e Danny. Eu gostei da preocupação de mostrar que apesar de já estar traçando linhas de personagens e ações que um dia os fariam se encontrar, que o primeiro episódio tenha mostrado cada um separadamente e não ter posto eles juntos logo de cara. Apesar de estarem separados, o que cada um está fazendo aparenta não ter ligação nenhuma com o outro e é exatamente aí que tudo vai se juntar, acredito eu.

Em relação a vilã apresentada e de nome ainda não revelado no primeiro episódio, assim como nenhum outro detalhe sobre ela, simplesmente sabemos que há um plano para tomar Nova York e ficamos por isso mesmo. Não sei o que dizer dela, pois não inspira o perigo que Fisk, Kilgrave e Cornell Stokes (Boca de Algodão) apresentaram logo de cara, ficou algo meio no ar e que você irá tirar conclusões ao decorrer dos episódios. O que me assusta é o uso que ela fará de Elektra! 

"The H Word" me agradou enormemente e só aumentou expectativas que já estavam lá em cima sobre a série! Eu recomendo fortemente que assistam ela e assistam as séries de origem de cada um deles, em especial Jessica Jones aka o amor da minha vida. Diferente das 4 séries anteriores, Defensores está com 8 episódios e depois de ver o primeiro é impossível não clicar logo no segundo episódio! Mais uma vez, o casamento entre a Marvel e Netflix mostra resultados cada vez mais espetaculares e que aquece o coração dos fãs de heróis.
Comentário(s)
0 Comentário(s)