Glow - 1x08 - Maybe It's All the Disco

Por Ana Silvia Soeiro

18 de agosto de 2017



A preparação para a gravação do episódio piloto com câmeras e set de verdade vai começar, e Ruth precisa lidar com o humor estranho da parceira logo cedo. Sam por sua vez precisa lidar com algo mais perigoso: o orçamento e a rápida notoriedade que seu relacionamento com Rhonda está alcançando, ele conversa com Ruth que tenta ajuda-lo com seus “brilhantes” conselhos. Que não adiantam muito, pois ao contrário do que ele pensava, Rhonda não é só mais uma maluca que dorme com ele porque quer presentes ou papéis maiores, ela queria diversão e estava interessada no que ela viu na fita de vídeo: uma pessoa inteligente, interessante e engraçada. Ponto para Rhonda e uma bela lição em Sam! #GIRLPOWER

A vida fora do universo GLOW de Debbie fica bem agitada quando ela chega em casa e tem uma conversa com o ex-marido. Apesar de assinar o divórcio que ele tanto queria e tentar seguir em frente, ela tem de lidar com um ex-marido arrependido que a convida para um jantar em família, que tem tudo para ser um grande desastre, mas a terapia de Mark consegue frutificar no terreno árido de emoções de Debbie.
Ao visitar um local com potencial para ser o set de gravação do episódio piloto para a tv, Ruth e Sam encontram um espaço de tirar o fôlego. Essa é uma das melhores partes do episódio, pois o que para Ruth e para qualquer outra pessoa é só um espaço velho e bizarro, para Sam que tem olhos treinados para o showbusiness é um templo que vai trazer todo o glamour e sucesso que GLOW precisa ter logo de cara, por minutos ele descreve para uma impressionada Ruth o que ele enxerga em sua mente e ela e eu entendemos: Sam é realmente um talento raro como diretor, já como pessoa, bem, nem Jesus agradou a todos não é mesmo?
Ruth e Sheila ganham uma surpresa bem inesperada: a primeira um resultado positivo em um teste que não a agradou e a segunda uma festa de aniversário, o que se percebe a quilômetros de distância que não faz parte das coisas que agradam nossa garota-lobo. Mas bola pra frente! Vamos comemorar em grande estilo graças à “biscoito da sorte”. A balada de aniversário acaba sendo um ótimo momento de diversão e interação entre as meninas, até mesmo para a aniversariante (juro).

O final do episódio foi um dos momentos mais delicados de toda a temporada em minha opinião, Ruth tem de tomar uma decisão bem radical e precisa contar com o suporte de uma pessoa forte, carinhosa e gentil para apoia-la, e quem melhor do que Sam? Acredite se quiser: deu certo. Os dois juntos têm uma espécie de laço de amizade e compreensão difícil de acreditar por conta do humor de Sam, mas eles dão certo. Ponto para o show.
Comentário(s)
0 Comentário(s)