Chesapeake Shores - 2x01 - Secrets, Lies and School Supplies (Season Premiere)

Por Vittoria Crispim

19 de agosto de 2017

Olá querido leitor, como está? 

Marco minha volta ao site com as reviews dessa série maravilhosa que me prendeu há uns meses atrás. Para quem não se lembra, eu fiz um #Conheça sobre ela. Relembre: Conheça Chesapeake Shores

No último episódio da temporada passada, vimos o nosso querido Trace sendo preso enquanto ia ao hospital visitar o pai, entretanto ainda não tínhamos exatamente o motivo da prisão. A season 2 começa exatamente desse ponto e é assim que damos partida nessa maravilhosa série. Estarei com vocês por toda a temporada. E antemão, já peço desculpas pela demora dessa review. Vem comigo para acompanhar as aventuras da família O'Brien e companhia!

Muita coisa aconteceu com todos nesse primeiro episódio. Tanto para os O'Brien quanto para o Trace. E já que falamos dele aqui, vou começar por ele e a Abby. 
Passamos a última temporada inteira desejando esses dois juntos como um casal. A química dos dois atores em cena é palpável, e não digo apenas na questão romântica da coisa. Eles são amigos, independente da situação que estão, eles são amigos. E isso é uma das coisas mais legais sobre o casal. E nessa temporada, eles serão muito mais explorados.

Confesso que as cenas deles são as mais bonitas de assistir. Não há uma apelação barata para o romantismo, nem uma exploração exagerada de sensualidade. É um casal do dia a dia que está construindo (ou reconstruindo) um relacionamento saudável. Se a série se baseasse só nos dois, já valeria a pena. 

"Eu cometi muitos erros estúpidos na vida, mas estar com você foi a melhor decisão que já tomei. E foi por isso, que fiz isso duas vezes" Trace Riley. Como não se apaixonar por esse homem? Por mais Trace's na vida, eu voto sim! 

Logo nos primeiros minutos, descobrimos o porquê da prisão. Há um mandado em Nashville por conta do acidente que já foi comentado lá na season 1. O Trace deve voltar imediatamente pra Nashville por vontade própria ou Chesapeake deve o enviar para a cidade para que assim ele cumpra a prisão até a audiência sobre o acidente. Claro, que o Riley opta pela primeira alternativa. Não vou negar que achei um pouco apelativo esse passado surgir agora, afinal, já se passou um verão inteiro e não sei mais quanto tempo desde o acidente. Não vi necessidade de trazer esse problema à tona, entretanto, a resolução dele não poderia ter sido realizada de uma forma melhor. Ressalvo a atuação do Jesse Metcalfe também, que deu a dor exata e a culpa cabível ao personagem. 

Meta de vida: ser multitarefa estilo Abby O'Brien. A filha mais velha da família é o exemplo de eficiência. Na vida real, eu sou uma pessoa bastante atarefada, às vezes até demais, mas assistindo essa série e vendo a vida da Abby, penso que não faço nada nessa vida. Além de todo o trabalho, que não é pouco; as filhas, o ex marido, o novo namorado e a família; a pobre coitada ainda tem que aguentar as duas irmãs mais novas no seu ouvido o tempo inteiro. Eu realmente gosto muito da família inteira, mas no lugar da Abby, mandaria meio mundo pra baixa da égua. 
E por falar nas irmãs, Bree O'Brien é um verdadeiro amor. Sério. Acho fofo o jeito da irmã do meio. A romancista da família tem um grande desafio neste primeiro episódio, vimos que no episódio passado, o ex dela lhe fez uma proposta de coordenar sua própria peça de teatro. Entretanto, para tal tarefa, ela deve se mudar de cidade e voltar pra Chicago. Mas esse ex, que por sinal é só encrenca, mudou totalmente o roteiro dela e sem saber o que fazer, ela passa todo o episódio angustiada em tomar uma decisão. 

Porém a parte que mais gostei dela, foi a conversa com o pai. Ela que, desde a temporada passada, sente que o pai tem uma preferência pelos outros filhos, teve um momento com ele que foi emocionante. Ele não só mostrou que se importa com todos os filhos da mesma maneira como também reafirmou que a respeita profissionalmente e a incentiva. 

Eu realmente acho fofo ele chamá-la pelo nome e sobrenome e adorei a explicação que ele forneceu, já que ela mostrou e afirmou que não gosta disso, ele mostrou e explicou que nada mais se trata de uma forma carinhosa de mostrar seu amor e admiração pela filha.

Falando sobre a caçula da família, a Jess precisa crescer um pouquinho. Apesar de gostar muito da personagem, e não retirar nada do que disse sobre ela lá no conheça, ela é um pouco imatura e por vezes, ela se torna chata de acompanhar. Entendo que ela tem todos os motivos pra ser ressentida com a mãe, mas essa picuinha dela em sempre ficar na defensiva e atacar perante qualquer aproximação da mesma já pode dar uma trégua. Pelo menos, por enquanto. 

Gostei da repreensão da Abby e da mudança da Jess no decorrer do episódio. Tudo bem que o principal motivo foi o conselho "errado" do Kevin. Mas, ainda sim, foi bem vindo esse giro de 180° nas cenas da caçula. Agora é esperar o amadurecimento da garota de olhos encantadores. 

Não tivemos muito sobre o Connor e o Kevin, a participação dos dois atores foi pouca, eu espero que aumente, mas o tempo deles em cena foi muito bem aproveitado. Connor é maravilhoso, se ele fosse meu irmão na vida real, certeza que já o teria matado. Todavia, me divirto com o personagem. Impagável a implicância dele com todos os irmãos. E a vítima da vez, Kevin, está fugindo a todo custo de dividir um apartamento com ele. Hilário a desculpa do Connor em afirmar que foi ele quem percebeu que não daria certo mesmo. 
Tivemos também vários momentos fofos com as pequenas Caitlyn e Carrie, e a apresentação das meninas ao Trace foi da forma correta. Eu já havia comentado sobre a Abby ser uma excelente mãe e nesse episódio ela reafirmou o que já sabíamos nos minutos finais do episódio. 

Eu já tinha comentado no "Conheça" sobre a filmografia dessa série, e volto a ressaltar sobre isso aqui na review. Eu já assisti muita série nessa minha vida seriadora, mas nunca assisti uma série com um cenário tão bonito quanto essa. É simplesmente encantador. 

Achei o episódio excelente, marcou um pontapé promissor para essa temporada. Agora é aguardar os próximos episódios que prometem muito. Inclusive para o patriarca da família, que ao que aparenta, terá alegrias e tristezas. Irmão dando problema e ex (futura) mulher voltando à cidade. 

Não deixe de acompanhar os próximos episódios aqui comigo.
Comentário(s)
0 Comentário(s)