Conheça: Burn Notice

Por Alvaro Luiz Matos

26 de julho de 2017

Pra mim uma das séries mais gostosas que assisti. Inteligência, leveza, conspirações, espiões, missões, mulher bonita e uma dinâmica de dar inveja.

É mais ou menos assim que defino Burn Notice, série que está presente no catalogo da Netflix e que revi inteirinha a poucos messes. Michael Westen foi acusado de traição pelo governo, mas não cometeu nenhuma traição e está à procura do responsável por isso. Como ele mesmo diz na abertura da série, quando se é está queimado você não tem nada, não pode contar com ninguém, não tem dinheiro e nem amigos, porem Michael pode confiar em Fiona, Sam e em sua família.

Deixado em meio de Miami e sem poder sair da cidade, ele acaba procurando sua família, da qual á muito tempo não se comunicava, sua mãe uma senhora distinta e inteligente e seu irmão um golpista barato que puxou para seu pai.

Além de sua família, Michael, reencontra sua ex-namorada, Fiona, uma contrabandista e especialista em armas e bombas, que apesar de ter sido abandonada por ele, em uma de suas missões, é completamente apaixonada, resolvendo então ajudá-lo nessa procura por informações ao mesmo tempo em que tenta reconquistá-lo.

Sam é outro parceiro de Michael, ex agente da Marinha e  ex informante aposentado da FBI, em que Michael confia suas fichas. Sam e Fiona de iniício não se dão tão bem, mas todos estão prontos e empenhados em formar uma equipe para ajudar Michael, que tenta esconder de sua família, que é um espião, e o real motivo de estar em Miami.

Tendo essa premissa como arco principal, a série tem casos semanais. Michael Westen, tendo a necessidade de reerguer sua vida e arrumar algum dinheiro, começa a utilizar suas aptidões para ajudar algumas pessoas. Assim, os casos da semana vão girar em torno de pequenas missões dentro de Miami, aquelas missões que são esquecidas pelas séries do gênero, mas que rendem bons episódios. Sendo assim veremos ele se encontrar com gangues, traficantes, informantes, criar planos e se virar com pouquíssimo ou nenhum dinheiro.

Acredito que alguém ai já deve ter jogado alguns dos jogos da franquia GTA (como SAN ANDRESS, VICE CITY, etc.). Devem se lembrar que de começo as missões são simples, mas você não tem nada em mãos. Acreditem se quiserem, mas eu acho que a série é muito parecida com o jogo (a necessidade de informantes, informações, juntar provas, ter algumas missões), porem a série faz isso com a maestria de um seriado e não um jogo.

Gosto muito de Burn Notice, é uma série leve para ser vista semanalmente, ou até diariamente, a sequência vai trazendo revelações e aos poucos vamos conhecendo quem está por traz de cada situação. Os casos semanais são bons e a forma de que vamos vê-los serem desvendados serão inteligentes.
A narrativa da série é feita pelo próprio protagonista, como se fosse um manual de um espião, cada passo é conduzido por explicações e dicas de Michael. Essa forma de narrar à série é feita com inteligência, evitando que se torne didática demais e cansativa, acho até que é o contrario, a forma de utilizar esse artifício, faz com que conheçamos os personagens e pra onde a série pretende ir.

Vale salientar, que se o personagem já nos foi apresentado e tem uma frequência durante os episódios, à série não vai ficar reapresentando personagens. E assim, temos total consciência de quem é quem no tabuleiro da espionagem.

Já o arco principal é recheado de emoções e de dinamismo, mas do que as próprias missões semanais, os espectadores acompanham cada descoberta de Michael de forma conjunta, deixando-nos assim mais perto dos personagens.

Vale dizer também que se trata de uma série que nos apresentou um final redondo, que não só valoriza todas as temporadas, mas também todos os espectadores.
Comentário(s)
0 Comentário(s)