Esquenta - Suits Season 7

Por Alvaro Luiz Matos

30 de junho de 2017

Voltei a assistir Suits há alguns meses, tinha parado entre a segunda e a terceira temporada quando as coisas estavam chatas e sempre prometi que voltaria, mas nunca voltei. Graças à facilidade da Netflix, e de a série estar ali disponível resolvi voltar e com o tempo percebi que não haveria o porquê de me arrepender.

Algumas coisas não mudaram de lá para cá, Harvey e Donna é o maior chove e não molha da história, Rachel está cada dia mais amável e Mike cada dia mais “dramento” e chato. Louis finalmente deixou de ser o vilãozinho da série e amadureceu um pouco, mas o que não muda é que a série ainda não tem muito pra onde ir, vive quase sempre de sub plots e que as vezes falta os roteiristas sentarem a bunda na cadeira e esquecerem os dramas paralelos para focar em algo importante.

Mas onde paramos e para onde vamos?

Quero começar por Stu, que estando no elenco da série muita coisa boa pode acontecer, o investidor foi muito bem na sua temporada de estreia e deu um ar fresco a Suits. Após ter um breve negócio junto a Donna e Benjamin os laços estão mais estreitos e o personagem deve se tornar figura constante na próxima temporada.

Benjamin é outro que deveria e deve vir a ser mais utilizado por Suits, o personagem é carismático e leal, portanto, se bem aproveitado no time, deve agregar muitas possibilidades ao roteiro.
Louis finalmente tinha um romance legal para chamar de seu e vinha sendo uma pessoa melhor com ele. Gostaria que a personagem retornasse para a próxima temporada, mas terminamos a sexta temporada com uma despedida. Vale dizer que passei umas três temporadas querendo matar os roteiristas por não amadurecerem e fazerem de Louis um mega advogado, faltou tato para saber a hora de parar de prejudicar o personagem e espero que no próximo ano isso seja papo encerrado.

Harvey e Donna como disse anteriormente estão no mesmo lugar de sempre, ou seja, em lugar nenhum. Mas agora que encerramos a busca por tornar Mike um advogado, o personagem deverá se tornar chefe do escritório e deve ser mais responsável e corporativo possível. Já Mike e Rachel não tem mais aquele drama todo para chamarem de seu, portanto só peço foco e fé para trabalharem pela empresa.

Por falar no Mike ele deve arrastar consigo Oliver para o escritório, mais um novo personagem para a nova firma que vem se construindo. 

Já falamos dos personagens, mas e o roteiro, pra onde vai?

Eu sinceramente espero que seja uma temporada de reconstrução. Não nego que esse sexto ano da série que ficou para trás muita coisa melhorou, a série ficou melhor, mais dinâmica, passou a ir a julgamentos (o que não acontecia) e entregou episódios mais completos. Acredito que agora poderemos ter uma Suits que não só cuide de casos relevantes (com Mike, Rachel e Oliver) como em casos corporativos (com Louis, Katrina) tendo Harvey como o cabeça da empresa. Acredito que veremos o processo de reconstrução da empresa e torço para que isso seja feito passo a passo, conquista a conquista, tijolo por tijolo.

Uma perda inestimável, mas necessária:
Jessica era uma personagem acima da média, boa, direta e que colocava ordem na coisa. Mas sem ela a série perde uma referência, por isso Harvey tem que colocar a cabeça no lugar, ser mais maduro e menos temperamental, se não Jessica fará mais falta do que podemos imaginar.

E vocês o que esperam da sétima temporada que volta no próximo dia 12?
Comentário(s)
0 Comentário(s)