Better Call Saul - 3x05 - Chicanery

Por Juliana Pereira

9 de maio de 2017


Sem Mike, sem Gus, sem Salamanca, apenas Chuck e Jimmy. Assim temos Chicanery. Talvez seja por toda expectativa criada no último episódio, mas não podemos negar do quão intenso foi cada segundo de Chicanery (Sacanagem, em tradução livre). 

As primeiras cenas servem como um divisor de águas, acredito, pois temos mais uma prova de que Jimmy sempre esteve ao lado do irmão, e das fraquezas de Chuck. Não é novidade para ninguém que essa tal doença dele está longe de ser maluca, que é coisa de outro mundo, e com certeza, muito mais próximo de uma doença mental do que alergia física. Mas agora essa questão foi posta na mesa, e só Vince sabe onde isso vai parar. 

Os diálogos ping-pong, como usamos no meio jornalístico, quando ocorre perguntas e respostas, é sensacional, e como as cenas se passaram dentro do julgamento, deu uma dinâmica diferente ao episódio. Logo nas cenas iniciais, vemos que a prática da mentira, tanto criticada por Chuck, serviu bem para ele na hora de esconder a doença da ex-esposa (hipócrita!), também podemos perceber o fator de aproximação entre Kim e Jimmy ao ver as escovas dentais dele juntas. Há quem ache esse símbolo bobo, mas eu acho bem fofo! 
Parafraseando Chuck, “que a justiça seja feitas mesmo que os céus caiam” – e foi exatamente o que Jimmy fez. E fez na elegância, foi um belo tapa de luva! O truque da bateria do celular fez Chuck assumir toda sua revolta que tem origem lá na infância, quando Jimmy roubava dos pais. Por esse motivo, ele nunca aceitou que Jimmy fosse advogado, logo, todas essas brigas servem para que Chuck consiga acabar com a carreira do irmão. Só tem uma coisa que ele esqueceu: Ele é um advogado e não justiceiro, então, porque Chuck não cuida da própria vida dele e deixa que Jimmy se resolva seus problemas sozinho?! 

Estou muito ansiosa para o próximo episódio! E vocês?
Comentário(s)
0 Comentário(s)