Conheça: 13 Reasons Why

Por Rozany Adriany

21 de abril de 2017

Com certeza a maioria de vocês ouviram falar sobre 13 Reasons Why esse mês! Isso porque a Netflix liberou a primeira temporada da série no dia 31 de março e desde então os comentários, positivos e negativos, rolam soltos nas redes sociais. 

Eu, particularmente, gostei bastante da série, porém, é necessário deixar bem claro que o conteúdo dela é extremamente pesado, uma vez que trata de temas polêmicos como bullying, estupro e suicídio. O que dividiu bastante a opinião dos telespectadores sobre se recomendariam ou não a série para outras pessoas, e com certeza vocês também devem ter visto diversas matérias listando, por exemplo, 13 razões para ver a série, ou 13 razões para não vê-la, e assim por diante. 

Bom, a série mostra a história de Hannah, uma adolescente que, após uma série de problemas e situações, acredita que não tem outra saída a não ser se suicidar, mas, antes disso, ela grava 13 fitas especificando como chegou a essa conclusão. Cada fita diz respeito a uma pessoa que passou por sua vida desde o começo do ensino médio, e as regras são que cada uma dessas pessoas deve ouvir todas as fitas em sequência e ao final repassa-las à próxima pessoa. Ou seja, cada uma dessas 13 pessoas é um por quê para Hannah. 
A história é contada através de Clay, um dos amigos mais próximos de Hannah que, desde o começo é evidente, sente algo pela garota, mas como muitos adolescentes tímidos e inseguros, não conseguiu demonstrar seus sentimentos desde que a conheceu, e claro, se arrepende e se culpa por isso. Clay é, teoricamente, o por quê número 11, e um dos sentimentos que eu tive ao ver cada episódio da série foi de agonia, porque a cada fita que o garoto escuta é como se isso fosse o deixando transtornado, e a sensação que dá é que todos escutaram as fitas de uma vez, enquanto ele leva "uma eternidade" para escuta-las. 

Não vou adentrar mais na história para não soltar muito spoiler, afinal, a ideia é que esse texto os instiguem a dar uma chance para a série, mas, não posso deixar de alerta-los, mais uma vez, do quão forte é toda a história de Hannah e todos os envolvidos. A série traz sentimentos bastante pesados a tona: raiva, tristeza, incredibilidade, nojo, ansiedade, aflição, e vários outros que é melhor eu não continuar listando, mas, também devo dizer que vale muito a pena assistir à série, por tratar de temas que PRECISAM ser debatidos e que, devido ao tabu estabelecido pela sociedade em não se comentar sobre certos assuntos, não são colocados em pauta com a frequência que, na realidade, deveriam ser. 

Confiram o trailer oficial da primeira temporada:
                
Comentário(s)
0 Comentário(s)