Bones: The Final Chapter - 12x12 - The End in The End (Series Finale)

Por Janaína Guaraná

12 de abril de 2017

Numa dessas noites que dividimos, a vida como está desenhada promete mudar de rumo, como se tudo que conhecêssemos ruísse e uma nova aurora acontecesse. É quando não nos sentimos em casa, onde sempre foi nossa casa. Quando chamamos e o amor da nossa vida não responde. Quando a vida que cresce dentro da vida está ameaçada. Quando amigos, amores, paixões e quem somos perde o significado, como se uma dessas coisas sustentasse o nosso edifício inteiro. 

É em meio a essa ruína, onde a Brennan, se vê perdida. Como se tudo que ela é e foi, não fizesse sentido, mesmo quando sabemos quem somos, precisamos lembrar, precisamos sentir e simplesmente ser. É perigoso aceitar um novo amanhecer assim, quando tudo que somos e queremos ser, está na noite na anterior. Apesar, de o que fazemos não nos definir, é o que dá sentido e sabor a vida que vivemos, podemos viver outras vidas, mas o gosto marcante de ser quem somos é inconfundível. 

Eu gostaria de acreditar, queria sentir que não podemos ser felizes sozinhos, que em algum lugar, alguém nos espera, espera para dar sentido a cada dia que achamos tedioso, que arriscaria vida e que a única coisa importante é estar ao seu lado, não importa se você se lembra que é a melhor do mundo no que faz, o que importa é estar. Booth, da vida aos príncipes dos contos fadas e nos faz suspirar! 

Sou professora, e particularmente ver seus pupilos superando (no caso, se igualando) ao mestre, é como se nosso trabalho tivesse sido feito e enfim pudéssemos sentar com uma taça de vinho e apreciar o pôr do sol.
Comecei dizendo que os ares prometiam uma nova aurora, e termino dizendo que tudo ficou exatamente no mesmo lugar, todos os amores, amigos e a paixão. É como se estivéssemos esperando a reconstrução do que foi perdido para voltar aos rotineiros dias de outrora. Só que dessa vez, sabemos exatamente que é ali nosso lugar, já sentíamos aquele pertencimento inevitável, mas é quando a gente perde que aquela saudade brota no peito e dizemos, devíamos ter aproveitado mais. 

PS: Aos amigos, foi uma honra escrever sobre BONES para vocês. Aos personagens: uma saudade. Aos atores e criadores: obrigado! Ao futuro: nos vemos novamente.
Comentário(s)
0 Comentário(s)