Bones: The Final Chapter - 12x11 - The day in the life

Por Janaína Guaraná

28 de março de 2017

Bones está acabando, está acabando e assistimos um episódio épico, um dos melhores de sua história, episódio que uniu, casamento, um caso antigo e uma bomba. Vimos tudo através das lembranças dos personagens, sentimos o clima nostálgico no ar, como se tudo estivesse prestes a ruir, e como sabemos estava. 

No casamento, o que dizem é verdade, não importa o que acontece na sua vida, quando você tem um grande amigo exibindo os sintomas de felicidade plena, você se contagia e deixa tudo para trás para simplesmente ser feliz com quem ama. E foi assim, cheio de sorrisos, declarações, drinks, foi um brinde, uma festa a tudo que vivemos e a tudo que fica no ar. Alguém que não aparecia, veio e disse para tomar cuidado, que algo ou alguém estava em risco, e é assim que se combina alegria com tensão, deixando tudo mais nostálgico e distante ainda. 

No caso antigo, por meio das memórias, vemos que alguém fugiu da prisão. Somos movidos pelo desejo de ser feliz, pelos sonhos que faremos reais. Somos movidos por nossas paixões, é contraditório alguém desejar ver tudo isso ruir? Diria que a vida tem dessas dualidades, enquanto uns constroem, outros destroem. Não vemos, nem encaramos a vida da mesma maneira. Sempre acreditamos estar do lado certo da luta, mas não conhecemos cada desfecho dos nossos atos, e ser movido por vingança é de uma força que mede consequências. 

Teve um julgamento, amigos se defendendo e temos uma absolvição. Não se pode ter certeza de quem soltou o fôlego

É romântico e um tanto poético, quando vemos que tudo vai pelos ares e as pessoas que ficam lá, estão lá, desde o episódio 1. É um tanto perturbador, ver a destruição do palco dos maiores casos, amores, amizades, perdas e nossa casa nos últimos 12 anos. Como descobriríamos mais tarde, tem uma Bomba. 

Esse clima nostálgico, ainda está no ar, está porque somos feitos desse sentimento controverso, somos feitos de saudade, saudade do que vivemos e saudades do que poderíamos ter vivido, uma despedida nunca será feita, porque essas coisas não acabam, elas vivem dentro de nós e nós vivemos naqueles amamos. Sem poder mudar, agora a contagem chegou ao seu derradeiro fim, 1...
Comentário(s)
0 Comentário(s)