Supergirl - 2x12 - Luthors

Por Rozany Adriany

18 de fevereiro de 2017

O próprio nome do episódio foi como um "spoiler" para toda a confusão que podíamos esperar, afinal se trata dos Luthors.

Com toda a agitação do julgamento de Lilian Luthor, Lena é perseguida por todos aqueles que sempre tem um pitaco para dar na vida do próximo, e principalmente da imprensa, claro. Porém, a coisa só piora quando sua mamãe querida (ou devíamos dizer, demoníaca?) resolve incrimina-la do roubo da kriptonita e da liberação de Metallo

O sobrenome Luthor tem um peso negativo e todos se voltam contra ela, exceto Kara, que acredita fielmente na "amiga", mesmo com todos os indícios apostando contra. Até meados do episódio eu estava igual Kara/Supergirl, acreditando que Lena era inocente e que Lilian era um monstro sem noção. A segunda parte continua firme e forte, mas acredito que Lena ainda nos surpreenderá e, infelizmente, não será de uma maneira positiva.

Não posso deixar de falar que, para mim, o que estão tentando fazer é totalmente previsível e até mesmo James externou à Kara. Clark e Lex eram melhores amigos antes de Clark perceber que o cara era insano e se tornarem inimigos. E se até então, achávamos que Lena era a única que salvava o sobrenome da família de ser totalmente podre, a cena final dela sozinha com o jogo de xadrez me fez voltar a ter um pé atrás. E é aí que entramos no previsível: fazer Kara e Lena serem super amigas para depois ela se revelar o mal em pessoa é uma cópia descarada da história do Superman com Lex Luthor e eu sinceramente não gostaria de ver isso. Mas, só nos resta esperar para ver onde essa história irá nos levar.
A ansiedade do episódio ficou por conta do perigo iminente na instabilidade da kriptonita artificial que Metallo estava usando e todo o risco que Kara correu para salvar Lena. Além disso, é certo que ainda teremos um próximo capítulo dessa história com os Luthors pelo simples fato de que Lilian e Hank Ciborgue conseguiram fugir antes da explosão de Metallo. Aliás, preciso externar uma dúvida sobre as duas vezes em que Lilian conseguiu fugir de Supergirl: onde estava O Guardião para ajudar? 

Por fim, o momento mais esperado e (frustrantemente) mais revoltante do episódio é o final. Kara resolve, finalmente, se abrir com Mon-El e se entregar ao que está sentindo por ele com um discurso fofo e emotivo, e quando já estávamos todos ansiando pelo beijo, eis que surge um louco, sabe-se lá de onde, atrapalha tudo, e FIM. E nós, claro, ficamos com aquela cara de "wtf" até o próximo episódio. 

Só tenho uma coisa a dizer: um absurdo isso ein, produção? 

Ps1. James e Winn se surpreendendo com "o namorado" de Alex foi a coisa mais engraçada que pudemos ver neste episódio. Além é claro do Winn quase assassinando alguém com uma bola de sinuca no bar.

Ps2. O que foi que Lex Luthor conseguiu terminar? Coisa boa não é, isso é fato!

Ps3. Clark/Superman podia reaparecer no próximo episódio em que forem falar dos Luthors, né?  
Comentário(s)
0 Comentário(s)