Grey's Anatomy - 13x13 - It Only Gets Much Worse

Por Rozany Adriany

21 de fevereiro de 2017

Quando não há união em um ambiente de trabalho tão delicado como um hospital as coisas só podem desandar, e desandou feio.

Quem foi que teve a triste ideia em criar tanta hostilidade nesse hospital? Qual é a necessidade de criar essa confusão, essa briga, esse "de que lado você está"? Sinceramente, eu não vejo necessidade alguma e nesse quesito, continuo batendo na tecla de que Shonda se perdeu. Quando você tenta mudar  algo através de mentiras e/ou omissões, é óbvio que a confusão vai ser grande e feia. E é isso que estamos vendo com toda essa questão da introdução de Minnick no lugar de Webber.

Toda essa confusão está sendo simplesmente irritante e está evidentemente influenciando toda a estrutura do hospital e aos pacientes. Essa divisão de lados, toda essa intriga, Bailey contra Webber, Maggie contra Kepner, todos os atendentes contra Bailey e Kepner, Grey suspensa por defender Webber, os residentes contra Webber... está simplesmente ridículo. E por esse episódio deu para entender quão negativo tudo isso é, tanto para os próprios profissionais, como para os pacientes. 

Minnick vê os pacientes como meras cirurgias de onde pode ensinar algo aos residentes, e esquece o principal, que esses pacientes são seres humanos. Quão ridículo é ver uma residente e uma atendente comemorando um cálculo biliar em um paciente de 9 anos de idade que só queria aproveitar as férias em um cruzeiro com seus pais? Ok, médicos são instigados pelos casos mais raros que se possa existir, mas, a meu ver, não deixa de ser falta de respeito. E toda essa arrogância vai por água abaixo quando as coisas se complicam na SO e o paciente morre. Onde está o ensinamento agora? Não é preciso apenas ensinar um residente a fazer uma cirurgia, é preciso ensina-lo a saber lidar com as piores partes, com as complicações, com a perda do paciente. E é justamente aí que entra Dr. Webber. 
Bailey errou feio quando deu ouvidos a Catherine e resolveu radicalizar da pior maneira possível. Afinal, sabemos que Catherine não sabe fazer nada às claras, e isso não é de hoje. Ao meu ver, toda essa confusão poderia ter sido evitado se Bailey tivesse convocado todos os atendentes e Webber para uma conversa sobre as mudanças necessárias para a melhoria do programa. Acredito que dessa conversa sairiam melhores propostas e um plano viável para se trabalhar em conjunto a fim de reerguer o programa. 

Webber é o programa, e ele mostrou isso ao escutar Stephanie repassar a cirurgia, consola-la em meio à situação e apoia-la no pior momento que é informar à família, enquanto Minnick estava chorando e precisando ser consolada por Arizona. Então, fica a pergunta: Porque foi mesmo que Bailey achou que agindo às escondidas a situação iria melhorar? E mais: Porque foi mesmo que se deixou influenciar por Catherine? Está difícil entender, amigos.

Só posso dizer que espero (im)pacientemente que Shonda reveja as 10/11 temporadas anteriores e isso a faça repensar o rumo que está dando para a série, afinal, se o show tem que continuar, que continue no nível elevado que sempre teve. 

Ps1. Não sei o que foi pior de ver: Kepner querendo se comparar à Meredith ou toda a briga dela e Maggie. Ridículo ver dois atendentes se desrespeitando incansavelmente.
Ps2. Owen amor, não é fácil ser a Suíça nesse hospital, rs.  
Ps3. Webber mostrando porque é o melhor professor é a coisa mais linda de se ver nesse episódio.  
Comentário(s)
0 Comentário(s)