Grey's Anatomy - 13x12 - None of Your Business

Por Rozany Adriany

12 de fevereiro de 2017

Quando uma paciente chega ao hospital inconsciente por estar toda enrolada em arame farpado, sabe-se lá por quanto tempo, e acorda desnorteada e em pânico, Owen mostra a pessoa maravilhosa que é, e arrisca se machucar para acalma-la. Já falei para vocês o quanto amo a atuação de Kevin, e a cada episódio que passa esse amor cresce sem esforço. Não só o ator como seu personagem são dignos de aplausos e eu continuo esperando que Shonda o valorize e acabe com esse plot chato e desnecessário dele com Amelia, porque sinceramente, esse drama todo já deu faz um tempo. 

Por outro lado, Katherine Avery resolveu dar as caras no hospital, e eu continuo achando que Shonda só a traz de vez em quando à cena para que possamos continuar alimentando nosso ódio. Richard não só casou com uma cobra, como com uma covarde também, afinal, é muito bom querer dar uma de "dragão" no hospital, mas não ter a capacidade de ser honesta com seu próprio marido sobre o fato de estar por trás de toda essa palhaçada que está acontecendo com ele. 

Aliás, só consigo me perguntar até onde Bailey vai com toda essa situação. Suspender Meredith me pareceu uma medida tão drástica e desesperada, mas não tanto como promover Kepner ao cargo de Mer. Quando todos os seus atendentes se voltam contra você em prol de um dos seus melhores, mais antigos e mais respeitados funcionários, você precisa parar para pensar se algo muito sério não está errado. E o erro tem nome, sobrenome e uma atitude simplesmente ridícula de se achar melhor do que os outros. 
 
Que Shonda tem esse prazer e essa mania desagradável de criar os melhores casais e depois destruí-los, nós sabemos. Mas, acredito estarmos diante de uma nova capacidade dela: destruir os melhores casais e forçar a criação de outros simplesmente patéticos. Já falei uma vez e repito: Calzona é nível master de shipper, e quem já shippou (e/ou ainda shippa esse casal) não tem como shippar Eliza e Arizona, é simplesmente ridículo. 
Finalmente tivemos respostas para o plot de Karev e eu espero que essa tenha sido sua conclusão. Com a ajuda de Warren, DeLucca caiu em si e retirou a queixa (ou melhor, mudou seu discurso sobre o acontecido) contra Karev, o que fez com que ele não precisasse aceitar o acordo de 2 anos na cadeia e com que o processo fosse esquecido. Desculpas dadas, situação reestruturada, é hora de seguir em frente. E se Shonda resolver juntar DeLucca e Jo e livrar Alex desse carma e de toda essa confusão, eu aplaudirei. 

Por fim, ainda estou meio atônita com os acontecimentos, mas precisamos falar de Maggie. Quem não tem uma mãe que é quase um furação e sai causando um turbilhão de sentimentos e de embaraço ao entrar em seu ambiente de trabalho? A mãe de Maggie é exatamente assim. Mas, o que nem ela, nem nós sabíamos era que, por trás de toda a energia alto astral que ela estava transparecendo, viria um câncer de mama infeccionado (CMI). E o que foi aquela cena final com Maggie soltando tudo o que estava entalado na hora mais errada possível e as duas se chamando de egoístas? 

Uma história sempre tem dois lados, e não é fácil estar no meio de nenhuma delas, afinal, cada uma tem o seu motivo. Quem pode julgar a mãe de Maggie por criar coragem de largar o marido e ir em busca de sua felicidade quando estava se sentindo presa e perdida em seu casamento? Mas, ao mesmo tempo, quem pode julgar Maggie por guardar esse rancor e a dor de ver sua mãe partindo sem entender o porque? Não é fácil, amigos. 

Ps1. Não estou gostando de ver Bailey como a vilã da vez.
Ps2. As residentes achando que tem alguma voz, seria cômico se não fosse trágico.  
Ps3. Shonda, não me invente de juntar Alex e Jo de novo depois dessa palhaçada toda, ein? 
Ps4. "Não tem desculpas, apenas NÃO." - Meredith, melhor pessoa! (aplausos, rs)
Comentário(s)
0 Comentário(s)