Supergirl - 2x9 - Supergirl Lives

Por Rozany Adriany

26 de janeiro de 2017

Supergirl voltou com um episódio bem legal, fofo, misterioso e com aquele tom divertido de sempre!

Vou começar falando de Kara e Mon-El, sim senhor! O casal tem uma química incrível e está ficando cada vez mais próximo. Os produtores da série acertaram em cheio quando buscaram Chris Woods para o papel, porque ele está simplesmente arrasando! As tiradas que o personagem dá naquela vibe "ainda estou aprendendo as nuances desse planeta" são simplesmente hilárias, o que só torna a participação dele ainda melhor. O que me faz pensar que talvez essa seja uma característica do próprio ator (quem assiste The Vampire Diaries sabe que Chris interpretou o vilão Kai que o que tinha de mal, tinha de sarcástico em um tom cômico). 

Além disso, ver Mon-El cada vez mais envolvido com Kara tem sido um bônus para aqueles que shippam o casalzinho desde que ele apareceu na série. O personagem tem se espelhado em Supergirl e em sua capacidade de ser otimista até mesmo quando a situação é completamente desfavorável, o que aumenta seu interesse tanto na garota, como em mostrar (acredito que para ela e para si mesmo) que ele pode ser uma pessoa melhor e capaz de fazer valer o fato de ser o único sobrevivente de seu planeta. 

O que nos leva ao mistério do episódio. Já havíamos visto antes uma nave em busca de Mon-El, e neste episódio, vemos que aqueles mesmos seres daquela nave continuam em busca dele. Além disso, houve uma comunicação entre os dois alienígenas que estavam vendendo e comprando os humanos em que um deles proibiu o outro de atirar em Mon-El e matá-lo. Então, as questões que estão em aberto até o momento são: quem são esses seres que estão atrás de Mon-El? E o que aconteceu para que ele esteja sendo "caçado"? Será Mon-El o tal príncipe de Daxam? 
Sobre o fato dele, finalmente, ter se aberto à opção de ajudar Supergirl no quesito "ser um super-herói", confesso a vocês que, por um lado quero sim ver isso, e torço para que só aproxime ainda mais esses dois, mas, por outro lado, não sei dizer se é necessário mais um super-herói aparecendo na série. Tudo o que eu espero (e peço encarecidamente) é que não tirem o foco da nossa heroína dona da série com tanta gente disposta a salvar vidas (não que seja uma reclamação, ein).

Outros pontos que também foram interessantes no episódio foram: ver Winn abrindo os olhos para a realidade que até então mais parecia ser um "jogo divertido" para ele, ao perceber que estar nas ruas sendo um super-herói é mais arriscado do que parecia e que não dá para estar sempre apenas nos bastidores. Sendo um dos meus personagens preferidos, acredito que ele e Mon-El são os principais encarregados pelas tiradas mais divertidas da série. 

O caso da vez também teve sua parcela de interesse, uma vez que foi possível ver, mais uma vez, que não só os alienígenas devem ser temidos, já que, a pessoa que estava por trás do tráfico dos humanos ao planeta alienígena era uma terráquea. É interessante ver humanos e terráqueos se unindo em diversas situações, sejam elas boas, como a ajuda dos humanos sequestrados à Supergirl quando estava vulnerável, ou ruins, como a questão dos sequestros. 

Por fim, não podia deixar de falar em Alex e Maggie que ficaram responsáveis por exalar toda a fofura e toda a melação existentes em um começo de relacionamento. Ah, e é claro que Maggie como detetive não demoraria a perceber que Kara é Supergirl, não é mesmo gente? 
Comentário(s)
0 Comentário(s)