The Walking Dead - 7x06/07/08 - Swear / Sing Me a Song / Hearts Still Beating

Por Roberto Adryano

15 de dezembro de 2016

O sexto episódio de The Walking Dead, Swear, foi um daqueles que você pode pular que não vai perder nada. Ele foi focado exclusivamente em Tara, que havia saído com busca de suprimento; e mostra como ela encontra um grupo de sobreviventes que vive isolado na floresta. É basicamente isso o episódio, o mais interessante é que elas se isolaram exatamente para fugir de Negan (que matou todos os homens do grupo), agora só resta esperar pra ver se elas terão alguma importância mais pra frente.

Já o sétimo, Sing Me a Song, foi o episódio com mais trocas de olhares suspeitos da história de série. Ele foi focado mais em Carl, Negan e em como ele controla os salvadores. Esse episódio é a continuação do quinto, em que Carl e Jesus estão em um dos caminhões dos Salvadores (Carl para tentar matar Negan e Jesus para saber onde é a base do grupo).

O que acontece é que ao chegar à base deles, Carl ainda consegue matar dois capangas do Negan e só. Outra coisa interessante desse episódio é que o vilão tenta uma aproximação com Carl (a meu ver por se identificar com ele), sempre tocando no ponto de que ele enxerga um grande potencial no garoto, coisa que Rick não faz. Ele mostra como de fato funciona os Salvadores com seu método de “As leis existem para manter a ordem”, que se trata de colocar medo em geral para controlar a todos. O episódio acaba com um leve suspense quando Negan leva Carl de volta à Alexandria, fazendo sempre aquela pressão psicológica de que deve fazer algo a respeito da atitude de Carl, mas deixando em aberto o que vai acontecer.
E enfim chegamos a mid-seadon finale, Hearts Still Beating. Eu esperava um episódio mais movimentado, mas gostei bastante dele, porque fez com que todos os laços que estavam soltos na série se encontrassem e isso é muito bom. Antes desse episódio ficava cada um por si, elaborando “planos” idiotas para matar Negan e aqui eles já conseguiram fazer todos se unirem e também fez Rick acordar, o que já estava mais do que na hora.

O episódio começa exatamente onde o sétimo termina, com Negan junto com Carl e Judith esperando Rick chegar da sua busca por suprimentos. Enquanto isso no Santuário alguém consegue abrir uma brecha para Daryl fugir de lá, na fuga ele encontra Jesus e conseguem sair de lá. Já nas redondezas do Reino, um dos braços direito do Ezequiel conversa com Carol e Morgan para que eles convençam o Rei a atacar Negan, mas não consegue sucesso.

Voltando à Alexandria, Spencer tenta ganhar a confiança do vilão e pede para ele matar Rick para que ele se torne líder de Alexandria e facilite a relação dos grupos, mas acaba assinando sua sentença de morte, pois Negan acaba falando que Rick mesmo não gostando dessa relação, ainda estava lá fora procurando suprimentos para que ninguém do grupo dele viesse a morrer, enquanto ele estava lá pedindo a morte do Rick. Depois de o vilão colocar o estômago de Spencer para fora, Rosita acaba atirando nele, mas acerta na sua querida e amada Lucille, o que faz o vilão ficar ainda mais bravo e querendo saber quem produziu a bala para ela (sobrando para Eugene, claro).
Todos esses acontecimentos em Alexandria fizeram com que Rick abrisse os olhos e percebesse que algo deveria ser feito, que eles teriam que lutar para que pudessem viver sossegados. Eles vão até Hilltop para falar que o povo de lá se junte ao de Alexandria nessa, além de encontrar com o resto do grupo que está lá. Chegando lá eles encontram Daryl e que encontro, ele engolindo todo seu orgulho e deixando seu jeito durão de lado e indo abraçar o Rick chorando foi sensacional! 

No geral foi um ótimo episódio, que serviu para juntar as pontas que estavam soltas e começar de fato essa guerra que todos esperavam. Eu espero que nessa volta da série, eles não enrolem o quanto enrolaram nessa primeira parte, acho que não só eu, mas todos os fãs de TWD entendemos os episódios parados, mas também não queremos aqueles episódios só para encher linguiça, precisa ter um meio termo nisso e... que venha a tão esperada guerra!

Como os dois episódios anteriores não tiveram tanto conteúdo, resolvi fazer um resumão dos três últimos episódios juntos. Espero que tenha ficado legal e até fevereiro com o retorno da série.
Comentário(s)
0 Comentário(s)