The Walking Dead - 7x03/04 - The Cell / Service

Por Roberto Adryano

16 de novembro de 2016

O terceiro episódio dessa temporada mostrou como a série pode mexer não só com o psicológico dos personagens, mas também do telespectador. Outro episódio daqueles que muita gente deve ter achado chato, mas que para mim é de suma importância para o decorrer da série, pois além de mostrar como o Negan consegue vários seguidores, mostrou também como a queda dele pode vir de onde menos ele espera. O episódio teve dois núcleos: o do Daryl sendo torturado psicologicamente com o propósito de servir ao vilão e o do Dwight com seus conflitos internos que podem (e espero que sejam) uma forma de implosão ao “reinado” do Negan. 

Já no quarto episódio, finalmente voltamos à Alexandria, mas infelizmente não conseguimos ver qual foi o impacto que tivemos lá após os acontecimentos do primeiro episódio. 

O que vimos foi Negan indo buscar suas mercadorias um pouco antes do combinado e continuando com seu terror psicológico, só que agora para todos de Alexandria. Outra coisa importante é que o Rick parece ter percebido que está de mãos atadas para a situação e já fala abertamente para todos de lá que não tem mais o controle e que quem dá as ordens agora é o Negan. 

O que acontece é que muitos de Alexandria ainda não sabem o quão crítica é a situação e outros como Carl e Michonne ainda não aceitaram bem a nova condição de vida deles, o que acarretou em duas situações. No caso de Carl, sua teimosia de achar que pode resolver tudo sozinho fez com que durante sua ameaça boba a um dos capangas de Negan, ele lembrasse que o grupo possui várias armas, contando até com as que eles roubaram do posto avançado e ele acaba levando todas elas, deixando Alexandria completamente desarmada. No caso da Michonne, Rick consegue pontos com o Vilão por ter entregado um fuzil que ela escondia. 
O que torna Negan o pior vilão, até agora, de The Walking Dead é que ele parece ter total controle de tudo e de todos, não é como o Governador, por exemplo, que queria tudo para ele, custe o que custar. Negan mostra que não é nada bobo e que precisa manter os grupos que controla bem vivos, para que ele não precise se esforçar para conseguir suprimentos que seriam entregues por outro grupo. Isso ficou claro quando o vilão fala para o Rick que não iria pegar nada de sua comida, pois percebeu que o estoque estava bem pequeno e que não queria deixar o grupo ainda mais debilitado. 

No final do episódio, Michonne em uma de suas caminhadas acaba encontrando os colchões que Negan havia acabado de pegar, todos queimados perto de uma estrada. O que dá para perceber que todos os movimentos dele são claramente bem calculados e que vai ser difícil combater ele. Realmente são novos tempos em The Walking Dead, vamos ver quanto tempo vai durar.
  
Ps. Rosita pode ser uma personagem a nos surpreender agora que tem uma arma escondida e que pediu ao Eugene para fazer uma bala.
Comentário(s)
0 Comentário(s)