Supergirl - 2x6 - Changing

Por Rozany Adriany

18 de novembro de 2016

Tem jeito melhor do que começar essa review falando de Kara e Mon-El se embriagando juntos? Gente, que cena foi aquela? Kara bêbada foi simplesmente uma graça, e como sempre, a interação entre os dois personagens está cada vez melhor! Kara segue tentando ajudar Mon-El a lidar com seus poderes na terra, porém, o problema está no fato de que nossa super-heroína não entende que seu amigo (futuro affair, assim espero) não tem as mesmas “ambições” que ela. Ou seja, ele ainda não pensa em ser um super-herói, pelo contrário, no momento ele pensa que o que precisa é utilizar seus poderes para ganhar dinheiro. 

Após algumas confusões e desentendimentos aqui e ali, o dilema de Mon-El não dura muito, já que, ao ver Kara em uma péssima situação ao ser derrotada por um parasita que suga a energia das pessoas e ao levar um “esporro” da Alex, ele cai em si e decide ajudar a derrotar o vilão da vez. Mon-El ainda tem muito o que aprender, mas só o fato dele ter ido ajudar já diz muito sobre o personagem, e o que diz ainda mais é ver o quanto ele se preocupou com Kara e como ficou chateado após discutir com ela. Ou seja, estou sim buscando qualquer mínimo detalhe que me leve a saber se vai ou não rolar o tão aguardado shipper desde que Mon-El foi introduzido a série. 

O episódio desta semana foi repleto de boas cenas que renderam ótimos momentos e, para mim, a principal delas foi a segunda conversa entre Alex e Kara após ela se assumir lésbica. Toda a interação entre as irmãs é sempre carregada de bons momentos, porém, as duas se superaram neste episódio. A cada interação Alex conseguiu transmitir com maestria sentimentos como medo, angústia, dúvida, e principalmente uma profunda verdade em seus questionamentos ao se assumir para a irmã e ao assumir seus sentimentos por Maggie. Caiu um cisco gigante no meu olho enquanto as duas conversavam e Kara mostrava seu apoio à irmã. Foi simplesmente lindo de se ver, amigos!
Outro ponto importante que não posso deixar de comentar é sobre a introdução do Guardião (vulgo James Olsen). E como falei na review anterior: claro que iríamos nos divertir com a parceria entre Winn e James nessa nova jornada. Devo dizer que gostei da introdução do novo herói, não só pelo fato de não ser alguém com poderes extraordinários, e sim um humano querendo fazer a diferença; mas também pelo fato de acreditar que isso fará com que Olsen seja melhor aproveitado na série.

E sobre isso, a única coisa que tenho a reclamar é sobre o comportamento do personagem. Até entendo que a pessoa queira ajudar e se sinta impotente se escondendo atrás de uma câmera, ou ao ver as pessoas que você gosta sofrendo e não poder fazer nada, mas só acho que não é sendo um babaca que você vai conseguir melhorar isso, e Olsen teve seus momentos babacas neste episódio, amigos. Primeiro de tudo: qual a lógica em ver Supergirl e J’onn serem derrotados pelo parasita e simplesmente achar que vai conseguir fazer melhor do que eles? Ainda mais com o traje não estando pronto ainda!

Achei desnecessária a revoltazinha do personagem para cima do Winn e vibrei muito quando foi colocado em seu lugar. Mas, como falei: Acredito que teremos uma ótima evolução não só para o personagem do Olsen agora como O Guardião, como para o personagem de Winn, que após ir trabalhar no DEO acabou perdendo um pouco de destaque em alguns episódios, mas que, não canso de repetir, é a melhor pessoa da série, rs.

Não sei ainda o que falar sobre M’gann, mas acho que já deu para perceber que ela não é uma marciana branca do mal, ou ela não teria ajudado J’onn com a transfusão de sangue (será?). Por um momento achei que ela iria se revelar para Alex e dizer porque não poderia doar sangue para J’onn, mas o fato dela ter aceitado me fez acreditar que ela não tem um plano maligno contra ele como pensei que tinha ao descobrir que ela não era quem dizia ser. E agora só nos resta esperar para saber quais serão as consequências desta transfusão e se J’onn sofrerá algum mal por não ser o mesmo sangue que o dele.

E por fim, QUE FINAL FOI ESSE, AMIGOS? Já quero Kara salvando Mon-El no próximo episódio, sem rodeios e sem demora, não pode acontecer nada com ele. Por favor, produtores! Não sei lidar com CADMUS me proporcionando pequenos ataques cardíacos cada vez que entra em cena!

Ps1. Só eu amei ver Mon-El apanhando da Kara no treinamento? Rs.
Ps2.
Que dó da Alex se sentindo humilhada por Maggie ter dito que seria apenas sua amiga.
Comentário(s)
0 Comentário(s)