Grey's Anatomy - 13x9 - You Haven’t Done Nothin'

Por Rozany Adriany

24 de novembro de 2016

Que episódio foi esse, minha gente? 

Vou começar falando da pessoa que, para mim, é o dono oficial do Grey-Sloan: o eterno Chief Webber. Minha revolta número 1 é sobre o total descaso que tanto Shonda como Miranda Bailey deram ao personagem. E não, não é de agora! Não consigo entender até agora como Bailey foi capaz de não chamar Webber para conversar e falar sobre a chegada desta nova médica (que como já falei, para mim é totalmente desnecessária). A chefe não só não considerou todo o histórico do personagem no hospital, como também não considerou a relação de amizade e respeito entre os dois. Webber não é o criador do programa, Webber é o programa, e por mais que hajam problemas a serem resolvidos atualmente no programa, tenho certeza que não é uma médica irritante e convencida que é a mais capacitada para resolve-los, afinal, não há ninguém melhor do que Webber (em minha humilde opinião, claro). 

Partindo para a revolta número 2, vamos falar de Amélia e seu eterno trauma, e prometo a vocês que serei breve, afinal, não tenho nada muito diferente para falar sobre a personagem do que o que já falei em minhas últimas reviews. Já vou logo dizendo que sempre achei Owen areia demais para o caminhãozinho de Amélia, e sinceramente, ainda houve quem dissesse que ela era quem era demais para ele, por favor né? Vamos ser realistas! Owen é uma pessoa que se entrega totalmente a um relacionamento, ele é a pessoa que se você precisar de qualquer coisa, vai estar ao seu lado. Ele é o cara mais compreensivo e companheiro que existe, e pelo visto Amélia não deu chances para que ele fosse esse cara para ela. Afinal, é fato que Amélia mais prefere fugir dos seus problemas do que realmente encara-los, e me desculpem os fãs da personagem, mas acho que já deu de se esconder atrás de seus traumas, ein. 

Em um casamento você não pode simplesmente fugir e esperar que tudo seja jogado para debaixo do tapete, você precisa levantar a cabeça e encarar o problema. Amélia lidou errado com todos os problemas (prematuros) que apareceram nesse pouco tempo de casada, ou melhor, ela não lidou com eles, ela fugiu deles. Ao mesmo tempo em que acho esse plot cansativo, acredito que Shonda se precipitou muito com o casamento de Owen e Amélia, até porque qual a necessidade de falar em filhos com apenas meses de casada? E a única pergunta que fica é: Shonda, qual é o seu problema em deixar Owen ser feliz? 
E vamos para a revolta número 3 (e última, prometo): Alex Karev. Minha revolta não é com Alex, é com seu plot nesse episódio. Desde os primeiros momentos o personagem aceitou com toda sua humildade e seu altruísmo as consequências de suas atitudes no caso de agressão contra DeLucca. Não vou repetir a angustia que esse plot me causa desde o primeiro episódio porque já falei muito nele, mas preciso falar o quanto me dói ver a possibilidade de o personagem decair devido a uma situação totalmente desnecessária. 

Jo é chamada para depor, o que a deixa preocupada com a possibilidade do marido encontra-la e tudo desandar. Sendo bastante sincera, não sei se ela resolveu contar a verdade para Alex apenas para ver se ele faria algo para que ela não precisasse depor, para se fazer de coitadinha ou porque realmente se sentiu mal e teve medo dele apenas descobrir no tribunal. Seja qual foi a opção, continuo não gostando da personagem, que, assim como Amélia, não foi capaz de perceber a pessoa incrível que tinha ao lado para depositar sua confiança. Uma pena, né? Ou não, afinal, nunca shippei Jo e Alex. 

E claro, preciso falar da amizade perfeita de Meredith e Alex. Todos sabemos como é surpreendente ver Meredith sendo a pessoa positiva da relação, e é simplesmente lindo de ver o apoio e a força que ela passa para Alex enquanto ele se vê sem esperanças de um bom resultado no julgamento. Vejo muitos fãs cogitando um relacionamento entre eles dois, e a principal coisa que me faz não querer que isso aconteça, é exatamente a força da amizade deles. Um relacionamento é capaz de destruir uma cumplicidade facilmente, e no mundo de Shondanás sabemos que isso é possível de qualquer maneira. Então, tudo o que quero é que Shonda não destrua essa amizade linda que precisou de muita coisa para se fortalecer e chegar ao ponto em que vemos hoje, porque aí sim, ela estaria acabando com uma das poucas relações que ainda restam na série. 
Se eu reclamei e muito dos primeiros sete episódios, esses dois últimos episódios conseguiram me fazer lembrar porque amo tanto Grey's Anatomy. O caso da vez foi digno de um episódio de hiato onde pudemos ver um prédio desabando e todo aquele caos maravilhoso dentro do hospital entre a perda de pacientes e o salvamento de algumas vidas. E apesar das minhas reclamações sobre alguns plots, todos os casos ficaram abertos nos deixando com aquela sensação de “não, simplesmente não pode acabar assim”. Mas acabou, amigos. E só nos resta esperar até janeiro para saber o que Alex vai fazer, como Owen vai lidar com Amélia indo embora, se vai ter ou não julgamento, como Webber e os atendentes irão lutar contra a decisão da Bailey e que outras surpresas teremos até o final da temporada. 

Ps1. Não shippo Arizona e essa Eliza. 
Ps2. Que mensagem mais linda da Meredith para o Alex e como não sofrer ao escutar “éramos cinco e agora somos apenas eu e você”? 
Ps3. Só eu fiquei com a impressão de que DeLucca poderia chegar a desistir do processo contra Alex por Jo? Não iria reclamar se Shonda quisesse juntar os dois e deixar Alex ser feliz com outra pessoa menos problemática, ein. 
Ps4. Até gostei do momento entre Owen e Riggs. Chega de brigar sempre que se encontram, já deu. 

É isso, gente. Até janeiro e não esqueçam de deixar seus comentários aqui embaixo!
Comentário(s)
0 Comentário(s)