Conviction – 1x05 - The 1% Solution

Por Janaína Guaraná

15 de novembro de 2016

Sabe quando faz besteira e acha que merece o que a vida vem mandando para a gente e aceita viver tal agonia, afinal, a gente colhe o que a gente planta?

Em Conviction tem essa rede de emaranhados, na qual o destino habita é muito complicada. Wallace chantageou a Hayes para trabalhar na Unidade, a mando da mãe, e o irmão disse que nada podia fazer, que ela ia ter que fazer o trabalho e agora estão todos bravinhos, já que a advogada resolveu falar a verdade. 

Hayes Morrison, não queria dirigir a Unidade, foi porque obrigaram ela. Agora uma coisa é obrigar ela aceitar e outra é achar que ela vai andar na linha só porque os bonitinhos pediram. Obviamente, ela demonstra preocupação com os envolvidos e diz que não quis causar mal a ninguém e é aí que ninguém menos que a mãe, a futura senadora, entra em cena, dizendo que o Jackson logo volta, é só os números da campanha voltarem a subir, e quanto ao Wallace para ela ir à luta com a arma que escolheu; a verdade. Essa mulher sabe ser incoerente, um dia diz que ser só mãe é um luxo que ela não tem e no outro está acalmando os ânimos da filha. Algo me diz que, não é só isso e que vem mais coisa por traz desse ato pacifico da mãe, vamos aguardar! 

Quando você decide dar poder a uma pessoa inteligente e totalmente livre como a Hayes, você ande na linha e não tenha nada a esconder, porque pessoas assim, vivem no instante, atravessam nossas vidas como um lampejo, desfrutam e voltam a viver para o próximo instante, com a mesma intensidade de quem acabou de descobrir a vida. Foi o que o Wallace fez, deu armas para que ela vivesse com maior intensidade do que já vivia, não que ela não se preocupe com as consequências, é só intensa demais para se preocupar com algo que nem sabemos se iremos ter. 
Pessoas assim, sempre tem com quem dividir a força que é a vida, e é claro que o Jackson não pode deixa-la sozinha, até porque ninguém com tamanha destreza em passar nos dias com a força de uma ventania, e não deixar nada no lugar, conta com uma pessoa pés no chão, que já viu que para ele a vida não é essa força que acaba num copo, para eles as coisas são mais difíceis e precisam ser planejadas, precisam ser discretas. 

Frank (Manny Montana) tem um amor, mas é amor daqueles que a gente não perde o chão e consegue enxergar a vida num futuro próximo, não é tempo de correr riscos e arruinar uma coisa tão forte assim. Sabe porque surpreende, porque é uma serie de pessoas que se entregam e que cometem erros, o próprio já cometeu, mas dessa vez, foi diferente. 

Sobre o caso da semana, o cara é muito bom para cuidar do seu jardim e dos reparos em casa, mas para o seu filho ele não está à altura. É cada vez mais comum, encontrar pessoas que vivem uma vida para todos verem e escondem quem são no mais profundo da gente. 
Wallace, contrate quem você quiser, só não finja que superou a Hayes, porque quem não está nem aí, não faz questão de repetir isso a todo instante e nem contrata ex pra ser sua defesa. 
Comentário(s)
0 Comentário(s)