Conviction - 01x01 - Pilot (Series Premiere)

Por Janaína Guaraná

12 de outubro de 2016

A série mal estreou e já nos deixou sem fôlego, aguardando ansiosamente o segundo episódio.

Agent Carter, lembra dela? A Atriz Hayley Atwell interpreta Hayes Morrison, uma advogada brilhante, mas com problemas familiares, a pobre menina rica que cresceu aos olhos da mídia e estudou nos melhores colégios e faculdades e teve oportunidades que um mero mortal não teria. É o primeiro episódio não posso dizer que é uma rebelde sem causa, mas olhando assim de cima, diria que ela se esforça muito para mostrar que não se importa com nada. 

Após se envolver em mais um escândalo, a eterna Peggy Carter, acaba sendo chantageada por um antigo conhecido nosso, Eddie Cahill, de CSI, a assumir a diretoria da Unidade de Integridade de Condenação, para revisar casos de condenação que possa estar errado. 

Trata-se de uma filha de um ex-presidente e a mãe está na corrida para ser senadora do Estados Unidos, percebe-se em várias passagens, o desconforto em achar que não pode fazer nada de bom, e que tê-la na direção dessa unidade era arriscar algo que foi feito para ajudar. 

Após um sermão parece que a pobre menina rica fica de lado e quem assume é a advogada poderosa e brilhante, que esperamos ver sempre na telinha, sabemos das dificuldades emocionais em crescer em uma família assim, mas torcemos para que todos os esforços sejam para fazer o trabalho e não para provar que a querida não se importa com ninguém. 
Pode ser um enredo meio clichê, mas como costumo dizer, temos que entender que nessa vida tem pessoas que nascem com sorte e enquanto nós temos que ralar muito para encontrar nosso lugar ao sol. E assim é a história de Hayes Morrison, pobre menina rica, linda, inteligente e com uma força incrível para mostrar que não está preocupada com nada, até se deparar com pessoas que não tem nada e que a ajuda dela pode de fato mudar vidas. 

Abrindo parênteses, a tensão entre Atwell e Cahill é impressionante, daquelas que só vendo para entender, foi nesse momento amigos, que prendi a respiração. Fecha parênteses.
Comentário(s)
0 Comentário(s)