The Last Ship - 3x11 - Legacy

Por Rozany Adriany

6 de setembro de 2016

Então gente, não pude fazer a review do episódio 10, Scuttle, mas aqui vai um resumo rápido antes de falarmos deste episódio 11. Kara entra em contato com Alisson e descobre que ela é a traidora, além disso, é expedida uma ordem de prisão para Chandler, que revolta mais que tudo, mas tudo bem. Porém, o mesmo, e sua tripulação dão a volta por cima em um plano brilhantemente elaborado e executado, retomando assim o controle do Nathan James e retornando ao plano inicial de encontrar Peng. 

Enquanto isso, Kara pede ajuda do repórter chato (sim, ele mesmo) e em seguida de Dennis, única pessoa que, aparentemente, ainda é confiável na Casa Branca (além do presidente Oliver, claro, que está sendo obrigado a acatar as ações de Alisson e seu grupinho). Foi mais um episódio incrível, cheio de intensidade, suspense e estratégias que deixou a todos, ou pelo menos a mim, impaciente a cada minuto. 

The Last Ship está proporcionando uma 3° temporada impecável aos telespectadores e fãs da série, e o episódio 11, Legacy, chega com um ar de conclusão, de desfecho de um ciclo. O episódio já começa com a introdução de Tex, que estava trabalhando na fazenda da senadora, até que percebe que algo está errado e acaba sendo pego e leva uma surra, porém, Tex é Tex amigos, e ao ouvir a gravação de Kara, mostrada pela senadora, ele consegue fugir e não só encontra com ela, como a salva dos capangas que foram mandados para captura-la e à Jacob. 

A sensação que tive é que o episódio passou em um piscar de olhos, e olhe que emoção, ação e ansiedade não faltaram. Enquanto de um lado, a equipe do Nathan James se junta a Takehaya e os piratas a fim de salvar os Arquivos Históricos Japoneses das mãos de Peng; Kara, Tex, Jacob e uma pequena equipe voltam à St. Luis para impedir que o Presidente Oliver acabe com a democracia. 
O que foi aquele plano espetacular de Chandler e sua equipe? Acho que passei alguns bons minutos sem respirar quando os 3 mísseis foram enviados para o Arquivo onde a equipe Abutre estava e enquanto Slattery tentava desvendar qual botão chinês acionava o míssil para afundar o segundo navio do Peng. E como se não bastasse, ainda teve a cena da olhada distante entre Chandler e Peng, porém, se estávamos esperando que fosse Chandler a matar Peng, eis que fomos surpreendidos e esta missão ficou para ninguém mais, ninguém menos que Takehaya. E sim, eu vibrei muito! 

Voltando aos EUA, na Casa Branca, enquanto Jacob “distrai” o Presidente evitando que ele finalize seu discurso, Kara e Tex conseguem salvá-lo, porém, antes de conseguir fugir, Jacob é capturado. Sei que já pedi a morte de Jacob em reviews anteriores, mas, devo confessar que não queria nessas circunstâncias, ou melhor, que não queria mais, afinal, apesar da sua chatice inicial, ele ajudou Kara nestes últimos episódios. 

Enfim... Missão cumprida, genocídio evitado, Peng morto, Nathan James pode/deve voltar para casa. No entanto, após perder o Presidente, Alisson e os representantes regionais não podiam ficar para trás, né? Então, eles soltam um comunicado jogando toda a culpa do golpe no Capitão Chandler e no Presidente Oliver, inclusive a culpa da morte do Jeffrey. E tudo o que me resta é torcer para que matem essa gente o quanto antes. 

E, claro, não posso deixar de soltar minha revolta aqui: O cara faz tudo o que pode e o que não pode, arrisca sua vida a ponto de colocar sua missão à frente de qualquer coisa, faz tudo pelo seu país e para salvar a população do vírus, para encontrar a cura, e os governantes ainda querem matá-lo? Como assim, produção? Temos apenas mais dois episódios pela frente amigos, e só nos resta esperar para ver a volta do Nathan James a San Diego, e para saber como Chandler e sua equipe irão recuperar o controle da situação e da Casa Branca, a fim de salvar o seu país. 

Ps1. Mata logo a Alisson, Kara!

Ps2. Tex is back, bitchs

Ps3. Não mexam com Tom Chandler!

Nos vemos em breve, e não deixem de comentar aqui embaixo!
Comentário(s)
0 Comentário(s)