Opinião: The X-Factor Brasil

Por Alvaro Luiz Matos

14 de setembro de 2016

Eu precisava desabafar, portanto vamos nessa. Que merda toda é essa? Esse nível baixíssimo do The X-Factor Brasil?

Os realitys shows nacionais, principalmente o The Voice, vem sofrendo com a baixa de qualidade ao decorrer dos anos, mas a queda entre ruim e nível "merda" está superado nessa primeira temporada de The X-Factor. De todos os candidatos a pisarem no palco até o momento pude ver pouquíssimos talentos a serem lapidados, na verdade algumas poucas vozes. Na verdade, a voz que mais me chamou a atenção foi deste Octávio que se apresentou nessa última semana, garoto que tem uma voz interessante e pode ser muito bem lapidado, mesmo não sendo um cantor sensacional tecnicamente falando.

Mas não vi aqui para falar dos candidatos que me chamaram a atenção e sim da bagunça que parece esse programa visto de fora (e de dentro). Os candidatos são desafinados, sem estrutura técnica quase nenhuma para cantar e muita das vezes não possuem diferencial nenhum para o cenário da música brasileira. Nem vozes novas, nem propostas novas, nem um brilho um pouco mais forte.

Mesmo para mim fã desse formato a falta de algo que agregue e que some me entristece muito. Talvez essa quantidade de aprovados, onde muitos nem do anonimato sairão empobrece e tire o brilho daqueles que são ligeiramente melhores.

Vale abordar também a quantidade de reclamação que se encontra na internet sobre a forma na qual os candidatos foram tratados durante o processo, algo surreal que me recordou muito um episódio da série Black Mirror onde esse tipo de programa é ironizado e criticado.

Enfim, o comentário é curto, mas irei deixar abaixo alguns videos daqueles poucos candidatos que até aqui me convenceram um pouco mais. Deixem seus comentários sobre alguém que merecia ou não merecia estar na lista. Forte abraço e até mais.







Comentário(s)
0 Comentário(s)