Preacher - 1x06 - Sundowner

Por Juliane Santana

9 de julho de 2016



A série começou a se movimentar mais, trazendo cenas de ação novamente e despertando o sentimento “que série boa” que tivemos nos primeiros episódios. 

Em “Sundowner” tivemos algumas respostas, entendemos melhor o conceito de “poder” do Jess e que provavelmente terão consequências, a revitalização dos anjos e que Serafins estão atrás de DeBlanc e Fiore, o “poder” na realidade é uma entidade chamada Gênesis, meio anjo meio demônio. O Jesss finalmente descobriu a origem do seu “poder” e agora o que está em jogo é como proceder, entregar aos anjos ou continuar usando, igual Cassidy ficou o confrontando. Para fechar com chave de ouro só precisava usar o bendito telefone que aparece sempre e ficou faltando.

Com o papel de movimentar mais a série, a cena no quarto do motel com os anjos morrendo e voltando foi o que precisávamos! Deu uma agitada no episódio e mais uma vez nos deu uma cena legal de ação (lembram da cena da Tulip no milharal?). Em relação a audiência e resposta do público, Preacher vem caindo e desapontando os fãs, mesmo assim tem a segunda temporada garantida, então é torcer para um fechamento muito bom e que incentive os espectadores de apostarem em mais uma temporada. Quem sabe inserindo mais cenas de qualidade como essas que mencionei ajude.
O que ficou meio solto no episódio foi a participação do prefeito Miles. Ele só ficou encarregado de dar uma satisfação para o povo do Campos Verdes, e por fim, presenciar os corpos queimados, mas não explicou em nada o que aconteceu com o Odin Quinncannon para ter uma atitude daquela, explicar melhor a rivalidade dos dois ou então nos mostrar o que podemos esperar da empresa Quinncannon Meat & Power.

Outro que ficou meio de lado foi Cassidy, aparecendo poucas vezes e deixando as partes mais engraçadas nas mãos de Tulip. O vampirão já percebeu que se meteu numa furada em se envolver com a tulipa do Jess. A questão agora é: irá revelar isso ao amigo ou não? Mesmo aparecendo menos, Cassidy foi essencial para incitar o questionamento sobre os “poderes” do Pastor. Será que é algo que ele deveria ficar ou entregar para os anjos? 

Tulip nos encheu de graça em sua maneira de ajudar Emily. As duas personagens que amam Jess e com personalidades totalmente diferente ficaram muito bem juntas e deu para sentir os momentos de silêncio constrangedor. Adorei as cenas de uma indo enfrentar a outra e a fofura da Tulip em arrumar o que quebrou. Torcendo aqui para termos mais momentos das duas juntas, funcionou muito bem.
No meio de tudo isso, a estrela de “Sundowner” foi Eugene. O personagem veio crescendo gradualmente nos 5 episódios anteriores, desde ser apenas o menino diferente até entendermos o que acontecia em sua casa. Nesse episódio a forma que ele foi aparecendo contribuiu imensamente na construção do que ocorreria no final. Vimos ele sendo acolhido na escola, sendo que anteriormente tínhamos visto apanhando de valentões, o perdão que Jess consegui transformou a vida do garoto, mas não de um jeito que ele tenha conseguido aceitar, parecia superficial. Eugene passou de odiado na cidade para começando a ser mais aceito socialmente, isso tudo com apenas uma ação de Jess, claro que no começo seria estranho. E como o garoto falou, ele não conseguiu se perdoar ainda, seja lá o que é que tenha feito (algo que a série não explicou completamente).

Agora imagina: o Pastor está lá todo prepotente achando que é o melhor e mais bonzinho cara do Universo, aí chega Eugene falando que não curtiu muito o que ele fez justo quando Jess passa por um momento de questionar sobre Gênesis... claro que não deu em boa coisa. 

O mais interessante na cena do Eugene foi como o personagem jogou na cara do Pastor o modo que ele quer tirar o livre-arbítrio das pessoas e forçá-las a fazer o que ele considera como certo. Fiquei triste com o final, Eugene indo para o inferno, literalmente, e torço que para de alguma forma ele volte a aparecer na série. Alguém aí está contando quantas mortes Jess já tem na conta?

Ainda continuo apostando em Preacher e torcendo demais para termos uma season finale de deixar todo mundo de queixo caído. Com o início de entendermos todo o lado sobrenatural da série, as coisas tendem a ficar mais interessante.

E você, o que acha que Jesse deve fazer com Gênesis? Deixe seu comentário e veja a promo do próximo episódio.

Assista a promo do próximo episódio: 
Comentário(s)
0 Comentário(s)