Orphan Black - S04x10 - From Dancing Mice to Psychopaths (Season Finale)

Por Louren Mayara

19 de junho de 2016

Estou aqui, novamente, cheia de emoção, para finalizar mais uma temporada de reviews sobre Orphan Black. Sinceramente, espero que todos tenham gostado pelo menos um pouco de acompanhar minha opiniões por aqui, e que eu tenha contribuído, mesmo que seja negativamente, para que vocês tirassem suas próprias opiniões. Particularmente, fiquei muito feliz por toda essa temporada, e acho, que a maioria dos fãs tenham ficado satisfeitos, assim como eu, com essa "conclusão temporária" na história da série. Vou tentar não me alongar exageradamente, e me perdoem se mesmo assim eu fizer, mas realmente sinto que posso falar sobre cada detalhe desse episódio por incontáveis horas, mas enfim, tentarei não cansar vocês.

Vamos, primeiramente, a parte Disappointed but no surprise, da trama, onde Rachel, novamente mostrou que nunca fará parte do Clone Club e que esse nunca foi o interesse dela, muito pelo contrário, ela apenas usou a relação com Sarah como caminho da sua ascensão para o poder e controle da Neovolução. Infelizmente, dessa vez, a traição de Rachel teve proporções muito mais significativas, que afetou todo o percurso da história na temporada e ainda vai sobrar para a próxima. Sarah foi a principal afetada nessa manobra de Rachel, além de quase ser morta, fugir de uma chuva de balas e levar uma facada, ela teve sua família colocada no alvo de Ferdinand, o que também irá render até a próxima temporada. Eu não queria colocar a culpa em Sarah, mas depois dela tomar ciência de todo o problema que estava lidando, como ela saí em uma missão sozinha? Praticamente suicídio, todo essa atitude dela, foi muito nobre sim, mas inocente em uma medida bem maior, e estava fadada ao fracasso desde o princípio, não consigo aceitar o fato dela não ter levado nem Art junto! Revoltada com tanta infantilidade. O que ficou desse plot foi sangue e promessas de muito mais confrontos entre Sarah e Rachel. Não sei ainda se fico feliz ou decepcionada com a repetição desse duelo, por mais que seja repetitivo, a briga entre as duas sempre rende bons momentos, e de qualquer forma, mesmo Rachel sendo do lado negro da força, ainda é mais uma parte de Tatiana Maslany, e quanto mais melhor! 

Susan nesse episódio também foi mais um dano colateral do que realmente dona de toda a história de poder que esperei dela, e que foi criado em torno dela, sinto que foi um daqueles personagens que ficou bem apenas nas superstições. Enfim, com a quase provável morte da Dra. Duncan, todos os nomes do passado do projeto LEDA estão enterrados, e o que restou foram as próprias clones lutando entre si pela sobrevivência. 
Para mim, o grande acerto dessa temporada tem nome e sobrenome, Krystal Goderitch, que chegou na season passada, ganhou um espaço merecido, e nessa finale roubou toda a cena, não apenas pelo seu jeito cômico habitual, mas também pela sua perspicácia, sendo essencial para investigação de Art e Sarah, e ainda nos rendendo explicações sobre a tentativa de assassinato de Delphine. Preciso dizer que necessito dela na próxima temporada? E que quando você pensa que Tatiana não pode surpreender você ela vai lá e mostra que pode mais uma vez, ou seja, obrigada por nos dar essa louca que já quero indo para a balada gay com Felix.

O reencontro de Delphine e Cosima foi realmente guardado para acontecer nos últimos minutos possíveis, e mais uma vez, a relação delas se mostra forte no momento de fraqueza de uma das duas, o que deixa tudo com um tom tão verdadeiro, a relação delas é cercada de uma áurea tão pura e singela, espero sinceramente um caminho relativamente tranquilo para elas, torço muito pelo casal, que vem sendo meu shipp favorito atualmente. Como de costume, a aproximação entre elas já foi ameaçada, e a estadia delas naquele vilarejo não deve se alongar por muito mais tempo, já que Cosima carrega um experimento científico de valor inestimável que além de ser a cura para sua doença genética, ainda é a solução para a clonagem humana. Por mais que o resgate de Delphine ainda tenha ficado confuso para todos, acho que apenas saber que ela está viva e bem, é o suficiente por enquanto, deixemos as curiosidade para serem saciadas depois. 
Também vou deixar minha queixa formal sobre não ter Alison Hendrix e MK nessa finale, e por Helena ter sido tão má aproveitada ao longo dessa temporada, esse último sendo minha grande queixa, acho que todos sentimos muita falta de uma Helena mais presente, e participando mais da ação, mesmo tendo consciência de que a outros personagens que também necessitam de desenvolvimento, a aqueles que queremos sempre presentes, no meu caso é Helena.

Ficaram algumas lacunas entre histórias contadas pela metade em toda essa finale, o que deixa uma necessidade de que a próxima temporada comece sem passagem de tempo, e eu realmente apoio fervorosamente! Já que praticamente o desenvolvimento dessa temporada foi uma transição para a resolução final, acho justo que a fidelidade da história seja mantida, porque o que ficou faltando na trama foi resoluções definitivas sobre a maioria dos plots.  

E agora vamos nos despedir! Gostaria de agradecer a todos os leitores que também ajudam na divulgação da série, seja comentando individualmente ou ajudando em tags no Twitter, Orphan Black é um show que precisa de mais visão, então divulguem-na ou apenas indiquem-na para um amigo. Em questões finais, eu continuo sendo uma fã de carteirinha dessa série, e já estou ansiosa para a próxima temporada, que inclusive já foi confirmada como a última, então teremos um ano de espera e uma despedida definitiva. Vocês podem me procurar lá no twitter no @lourenmayara, ok? Espero realmente estar aqui novamente para quinta temporada, então isso é um até breve! 


PS: Agradecimento especial a todos do Orphan Black Brasil, o site inteiro é sensacional!
Comentário(s)
0 Comentário(s)