Game of Thrones - 6x07 - The Broken Man

Por Juliane Santana

7 de junho de 2016

O episódio já começou surpreendendo a todos, sem iniciar com sua abertura, a série optou por nos revelar que o Cão continua vivo! Dessa forma o impacto no público foi maior e ainda despistou os espertinhos que leriam o nome do ator nos créditos iniciais. 

E qual é a importância desse personagem? Com o Cão agora entre nós, é possível dar base para uma teoria que já circulava na internet: Montanha vs Cão. Sabe aquele julgamento por combate da Cersei que tanto ansiamos? Ela deixou bem claro que escolheu o seu cavalheiro, Montanha, para lutar em seu nome, mas a grande pergunta que pairava era quem lutaria em nome da Fé Militante. Vimos que nesse tempinho em que Cão ficou sem dar as caras, ele foi salvo por um septo, começou a repensar seus atos e tentar se redimir, o ligando com a Fé dos Sete e quem sabe sendo uma arma secreta que o Alto Pardal possa querer usar.

Enquanto esse combate não acontece, Cersei não dá logo um jeito nessa bagunça que fez, Margaery nos mostrou o que já suspeitávamos, conversando com sua avó, Olenna maravilhosa Rainha dos Espinhos, provou com um bilhetinho que continua fiel a sua família e nos deixou curiosos em saber qual é o seu plano. Será que a liberdade do Loras está mais próxima?
Depois de ter enfrentado a Fé Militante, Jaime saiu de Porto Real e partiu para conquistar o castelo de Correrio. Os Frey estavam tentando enfrentar Peixe Negro e certeza que sem o Lannister intervindo seria um fracasso e tanto. Pelo jeito podemos prever uma batalha intensa, o tio avô de Sansa parece bem durão e ainda há a possibilidade de Brienne chegar nas terras fluviais no meio de tudo isso, pedindo ajuda para a casa Tully na guerra dos Stark vs Bolton. Dá para imaginar o encontro de Brienne e Jaime? Assim não dá nem pra shippar mais com o Tormund.

Falando dos Stark, Sansa e Jon começaram a pedir ajuda a casas nortenhas depois de terem garantindo a colaboração dos Selvagens. Mesmo eu não tendo dúvidas que os selvagens ajudariam o Jon, adorei vê-lo mais uma vez numa posição de líder e dando um discurso. E sobre as casas nortenhas, Lyanna Mormont foi a melhor representante, uma menina de 10 anos com uma personalidade incrível e que se não fosse a habilidade do Sor Davor com crianças (R.I.P. Shireen), talvez não teria prometido a aliança. O exército do Jon não tem muitos guerreiros, mas o que me preocupa mais é a divergência de pensamentos de Sansa, deu para sentir que boa coisa não virá a partir disso. Em um momento do episódio ela escreve uma carta, seria essa para o Mindinho? Além de enfrentar os Bolton, Jon ainda terá que enfrentar discussões com a irmã sobre a forma que ele enfrenta essa luta?
E por fim, Arya, depois de ter deixado a Casa Preto e Branco, ela foi atrás de um navio para voltar a Westeros. O que mais me espantou nessa parte em “The Broken Man” foi a facilidade em que a menina teve em atacar Arya, seria ela tão descuidada assim? Pelo fato de ser tão difícil acreditar nisso, há boatos que essa talvez não seria a Stark e sim mais uma ilusão do Deus de Muitas Faces. Será?

Sobram assim mais 3 episódios para terminarmos essa temporada maravilhosa e chega a doer pensar que a próxima terá apenas 7. 

E você, o que achou do episódio? Deixe seu comentário e veja a promo do próximo episódio.

Assista a promo do próximo episódio: 
Comentário(s)
0 Comentário(s)